Naya Rivera
Naya Rivera. (Foto: Reprodução)

Enquanto a família de Naya Rivera e seu ex-marido Ryan Dorsey continuam tristes pela morte da estrela, eles continuam focados no bem-estar de seu filho Josey.

Em julho, a estrela de Glee se afogou durante uma viagem de barco com Josey, de 5 anos, no Lago Piru, no condado de Ventura, Califórnia. E nos dois meses desde sua trágica morte aos 33 anos, “todo dia ainda é uma luta para Ryan“, disse uma fonte à People. “Josey quer sua mãe e sempre pede por ela. É tudo de partir o coração.”

Embora Dorsey, 37, seja agora um pai solteiro, a família de Naya Rivera interveio e está ajudando a criar o menino – especificamente sua irmã, Nickayla, que agora mora com seu sobrinho e ex-cunhado.

Ryan sempre foi próximo da família de Naya. Ele está além de grato por Nickayla ter basicamente parado sua vida para se concentrar em Josey”, disse a fonte.

“Todos ainda estão muito chateados, mas todos têm o mesmo objetivo. Eles só querem dar a Josey a melhor vida possível. O único foco de Nickayla agora é Josey. Ela está por perto todos os dias para brincar e cuidar de Josey”, disse a fonte explica. “Todos eles vivem juntos agora.

Ryan Dorsey and Nickayla Rivera
(FOTO: Reprodução)

VEJA TAMBÉM: Ex-integrante dos ‘Menudos’ tenta suicídio e está internado em estado grave

Enquanto Nickayla, 25, está ajudando a cuidar de Josey, a fonte confirma que “não há nada romântico acontecendo entre Ryan e Nickayla. Eles só moram juntos porque isso é o que é melhor para Josey no momento“.

Em algum momento, Nickayla continuará com sua vida“, disse a fonte sobre a modelo, “mas por enquanto, ela quer estar com Josey todos os dias.”

Na segunda-feira, Nickayla se abriu sobre estar lá para Josey em sua história no Instagram, escrevendo: ″Na época mais sombria da minha vida, a única coisa que é importante são meus amigos e família. Aparecendo para meu sobrinho, embora eu não possa aparecer por mim mesma.″

“Não estou preocupada com a aparência das coisas porque ninguém pode ver cada momento de agonia que todos nós passamos”, ela continuou. “O que mais importa, eu aprendi, é mostrar compaixão, não julgar os outros e nunca parar um minuto É garantido. Espero que todos vocês possam fazer o mesmo.”