Britney Spears
A cantora norte-americana Britney Spears (FOTO: Reprodução)

O irmão de Britney Spears falou pela primeira vez sobre sua tutela em meio à preocupação com a cantora. Bryan Spears afirmou que sua irmã superstar tenta deixar o contrato controverso há anos que controla suas finanças e importantes escolhas de vida.

Britney foi colocada sob tutela em 2008, após seu muito divulgado colapso e divórcio de Kevin Federline, com quem ela compartilha os filhos Preston e Jayden.

Seu pai, James ‘Jamie’ Spears, e o Jodi Montgomery foram encarregados de lidar com os assuntos pessoais de Britney nos últimos doze anos.

(FOTO: FilmMagic)

LEIA TAMBÉM: Taylor Swift disponibiliza oito capas alternativas do álbum “Folklore”; veja!

Depois que os fãs preocupados continuam compartilhando suas preocupações com a saúde mental da cantora nas mídias sociais, o irmão de Britney, Bryan, compartilhou algumas informações sobre o contrato legalmente vinculativo, deixando sua irmã impotente.

Falando em um episódio do podcast As Not Seen na TV, o homem de 43 anos divulgou algumas informações perturbadoras sobre a vida de sua irmã.

Bryan explicou: “Ela sempre quis sair da [tutela]. É muito frustrante ter. Se alguém está vindo em paz para ajudar ou entrando com uma atitude, ter alguém constantemente lhe dizendo para fazer alguma coisa deve ser frustrante“.

Ele disse ao anfitrião Drew Plotkin que ele e Britney falam com frequência e insistiu que a tutela foi excelente para sua família.

Estou ciente de que os fãs sentem que talvez ela esteja confinada ou contra sua vontade em alguma capacidade, mas eu realmente não posso falar por eles. O contrato tem sido ótimo para a nossa família, até o momento, e continuamos esperando o melhor”.

Após a revelação, os fãs de Britney correram para o Twitter para compartilhar seu horror pela declaração de Bryan.

Admiradores leais insistiam que a falta de cuidado de Bryan era perturbadora: “É tão perturbador ver o quanto ele não se importa com ela“.

De acordo com documentos judiciais vistos pela ET, Britney Spears não poderá tomar suas próprias decisões em gastar seu dinheiro, até pelo menos 22 de agosto de 2020.