Irmão de Zezé di Camargo e Luciano relembra sequestro: ‘Tinha tudo para morrer’

Welligton Camargo falou sobre como o sucesso dos irmãos mudou sua vida

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Welligton Camargo, irmão de Zezé di Camargo e Luciano, relembrou o seu sequestro, que chocou o Brasil em 1998. Ele, que agora é cantor gospel, falou sobre sua experiência com a fé no período que ficou em cativeiro.

Welington refletiu sobre como a fama dos irmãos impactou sua vida: “Contribuiu muito para a minha carreira, por outro lado, teve o sequestro e tive que me reservar mais. Passei a andar com segurança armado e hoje moro em condomínio fechado. Ninguém sabe aonde eu moro, só família. Preservo meus filhos também. Não tem como esconder, mas procuro evitar pelo que aconteceu comigo. Sou uma pessoa que ama estar no meio do povo, mas tenho que me privar de algumas coisas por causa dessa experiência”, disse o cantor para a Quem.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O irmão de Zezé di Camargo e Luciano ficou em um cativeiro durante 94 dias e teve um pedaço de sua orelha cortada em meio à negociação finalizada em mais de meio milhão de reais.

VEJA MAIS: Produtor confirma que Ariana Grande está trabalhando em novo álbum

Apesar do medo, ele diz que teve sonhos em que Deus revelava que ele sairia de lá vivo e viu anjos enquanto era torturado. “Não precisei de psicólogo depois do sequestro porque sempre acreditei e conversei muito com Deus. Durante o sequestro, orei muito e tinha resposta em sonhos. Deus me dizia que eu sairia de lá. Eu tinha de tudo para morrer ali. Geralmente, em sequestros longos como o meu, as vítimas são assassinadas. No dia em que eles cortaram a minha orelha, a intenção deles era me matar. Eu escutava eles conversando se deviam me enforcar, dar um tiro… Mas não tive medo de morrer porque Deus falou que ia ficar tudo bem”, relembra.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio