Ivete Sangalo dispara: “Brasil é um país racista, homofóbico e de feminicídio”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ivete Sangalo recebeu – sob forte emoção e aplausos do público – o troféu Mário Lago durante participação no programa Domingão do Faustão da Rede Globo. A artista aproveitou o espaço para fazer um pronunciamento em defesa das minorias. Conforme a cantora, a sociedade brasileira possui um “perfil doente”.

Ivete Sangalo durante participação no programa Domingão do Faustão (Foto: Rede Globo / Reprodução)

“O nosso país é o que mais mata homossexuais no mundo. O Brasil é um país racista, homofóbico, de feminicídio e de ataque às minorias [grupos vulneráveis], que não são minorias”, declarou a artista que, anteriormente, já foi muito criticada por não se posicionar sobre assuntos políticos e sociais.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Esse perfil da sociedade, esse perfil doente e equivocado é pautado na ideia da desigualdade. O poder dessas pessoas parte da ideia da desigualdade. Os indivíduos têm que ser respeitados de forma igual, é isso que a gente quer”, completou ela, enquanto recebia o troféu Mário Lago.

 VEJA TAMBÉM: Ex de Biel culpa mãe do cantor por seu comportamento: “Sinto pelo que sua mãe fez com você com apenas 13 anos”

Faustão apoiou o discurso da cantora e disse que é preciso reconhecer os problemas que o Brasil tem. “Nós temos que enfrentar os problemas, temos que encarar as misérias e melhorar. Negacionismo, né? P*rra nenhuma, aqui é grave”, falou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio