j balvin
O cantor colombiano J Balvin (FOTO: Reprodução)

J Balvin está se mostrando muito aberto em assuntos íntimos, incluindo ansiedade e depressão. Ele contou em entrevista ao podcast En La Sala que sofreu por muitos anos na incerteza até seu diagnóstico, sete anos atrás.

“Você perde a esperança e se sente estranho em cada lugar que vai. Você se sente como se estivesse fora do corpo”, disse.

De acordo com o cantor, foi um de seus episódios depressivos mais graves que finalmente o estimulou a procurar ajuda e, finalmente, começar a entender o que estava passando.

VEJA TAMBÉM: Pai de Britney Spears volta a comentar sobre saúde mental da filha

“Eu estava chorando sem motivo. Não queria acordar, não queria comer, nem mesmo queria viver. Eu me lembro que fiquei na cama por, tipo, cinco dias e estava apenas esperando para morrer”, revelou.

Ele ainda desabafou: “Minha família inteira ficou arrasada porque na época eu não era tão conhecido como agora. Na época, eu parei minha carreira e amo música”.

Hoje em dia, o cantor tem diversos hits, como Mi Gente (2017) ao lado de Beyoncé, I Like It (2018) ao lado de Cardi B e Downtown (2017) e Bola Rebola (2019) ao lado de Anitta.

Desde o diagnóstico, J Balvin disse que começou o tratamento para a depressão, que incluía medicamentos. “E não me sinto mal por isso”, enfatizou.

Ele ainda aconselhou: “O que digo às crianças é que não acreditem em tudo o que você vê no Instagram. Há muitas pessoas sofrendo como eu”.

“Quando você está passando por um momento difícil e tem ansiedade e depressão, não verifique o Instagram. Eu quero dizer às crianças, não tenha medo de ser quem são e isso é sobre tudo, identidade sexual, crenças, religião, quem você quer ser como artista, sua carreira, não se compare a ninguém outra coisa”.