Jão
O cantor paulista Jão (FOTO: Reprodução)

Considerado uma das maiores revelações no mundo da música nos últimos tempos, o cantor Jão foi alvo de um ataque virtual impetrado por eleitores do deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ), que hackearam sua conta no Twitter, e publicaram conteúdo homofóbico.

“Jão, seu viadinho. A facada devia ter sido em você”, afirmava um dos tweets, com uma hashtag favorável à eleição de Bolsonaro para presidência da República.

VEJA TAMBÉM: Loja boicotada por Pabllo Vittar oferece desconto de 17% em apoio a Bolsonaro

É oportuno ressaltar que o cantor nunca falou publicamente sobre sua orientação sexual. Até o momento, tanto o artista quanto a assessoria de imprensa não se manifestaram sobre o ataque.

Jão revela todas suas inseguranças em “Lobos”, seu álbum de estreia

Poucos dias após divulgar seu novo single chamado “Vou Morrer Sozinho”, Jão lançou seu primeiro álbum em estúdio intitulado “Lobos” nesta sexta-feira (dia 17). Como anunciado pelo artista, as letras do disco revelam algumas das suas inseguranças mais íntimas.

“Todas as coisas que eu odiava em mim quiseram vir pra cima. Só que, em vez de suprimir tudo mais uma vez, eu resolvi botar para fora cantando. […] No meio dessa confusão de juventude e sofrimento, foi estranho perceber que essas coisas que um dia tentei esconder de mim por tanto tempo, mesmo que não tão bonitas assim, eram minha verdade mais pura e fazem parte do que realmente sou”, escreveu Jão em uma carta publicada aos fãs.

VEJA TAMBÉM: Em homenagem a Luiz Melodia, IZA e Liniker apresentam “Negro Gato”

Confira abaixo. Escute: