jennifer lopez
A cantora norte-americana Jennifer Lopez (FOTO: Reprodução)

Jennifer Lopez finalizou sua apresentação no Super Bowl ostentando um casaco de penas coloridas que formavam a bandeira de Porto-Rico, o país de origem de seus familiares. O figurino foi encarado como um posicionamento artístico da popstar em defesa da comunidade latina, mas vem sendo criticado pela ONG de defesa dos animais PETA. O casaco trazia milhares de penas animais.

Esta bandeira poderia ter acontecido sem matar pássaros. Dezenas de pássaros foram mortos para esta performance no Super Bowl”, tuitou a organização PETA publicando uma foto com corpos de aves tendo suas penas retiradas em uma linha de montagem fabril. Esta não é a primeira vez que a organização critica e tenta conscientizar Jennifer Lopez. A cantora que vive ostentando luxosos figurinos é conhecida por ser adepta do uso de casacos de pele animal.

De acordo com uma postagem no Instagram de uma das estilistas da cantora, Mariel Haenn, a pela usada por Lopez foi feita sob medida pela luxuosa grife Versace e contou com nada menos que 40.000 penas vermelhas, azuis e brancas “todas costuradas individualmente”.

VEJA TAMBÉM: Irmã gêmea? Garota idêntica à Anitta viraliza na web e ganha milhares de seguidores

A conta oficial do Instagram da Versace também escreveu: “A faixa monumental mostra as estrelas e as listras dos Estados Unidos da América, de um lado, e a bandeira de Porto Rico, do outro. Todas as penas usadas para a bandeira são de origem ética”.

“Origem ética” se refere quando as penas utilizadas são utilizadas após caírem dos animais. Porém, tal prática é condenada por diversas ONGs veganas, já que algumas penas usadas na confecção das roupas não caem simplesmente dos corpos dos animais.