Jin, do BTS, revela segredo sobre “Permission to Dance” e manda recado para ARMY

Publicado em 28/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Os membros do BTS abriram o coração para Weverse Magazine, cada um concedeu uma entrevista, e agora foi divulgada a Jin. E para quem acha que eles tiveram um longo período para ensaiar a coreografia de “Permission To Dance”, está totalmente enganado!

Eu realmente gosto da música, mas quando a apresentamos, gostaria de ter mais tempo para me preparar. Tivemos um ‘comeback’ em maio com ‘Butter’ e depois um ‘fanmeeting’ em junho, então nos preparamos para ‘Permission to Dance’ ao mesmo tempo em que estávamos filmando as performances de ‘Butter’. Não tínhamos mais nada para trabalhar antes de ‘Butter’, então tínhamos muito tempo para praticar. Por outro lado, tínhamos que praticar ‘Permission to Dance’ e nos preparar para o fanmeeting simultaneamente. O tempo é sempre apertado, mas acho que poderia ter feito ainda melhor se pudesse ter demorado um pouco mais. Eu gostaria de ter tido mais tempo para me esforçar um pouco mais”, admitiu Jin.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

(Foto: HYBE LABELS)

Jin também revelou que ‘Butter’ é seu trabalho de maior orgulho: “Quando comecei este trabalho, praticava de acordo com as instruções da equipe e, mesmo agora, no caso da dança, ainda estou me esforçando para acompanhar, mas levo menos tempo para me ajustar do que antes”.

Eu não sou bom em memorizar letras, por exemplo. Acho que alguns dos outros membros podem entender bem rápido, mas não é assim para mim. Então, se fizermos algo como uma música nova ou especial em um fanmeeting, terei que gastar mais tempo preparando do que os outros. Quando uma nova música sai, eu tenho que praticar por pelo menos 45 dias para pegar o jeito”, revelou.

(Foto: Reprodução / Weverse)

O cantor também deixou uma homenagem emocionante para os ARMYs: “Espero que nossos fãs não percam as gargalhadas. Não sou muito bom em dizer esse tipo de coisa cafona. Não está na minha personalidade. Eu me sinto envergonhado e estremecido quando falo assim e não consigo me levar a sério, então tento manter isso no mínimo. Mas os fãs nos assistem como um hobby, sabe? Os passatempos têm tudo a ver com divertir-se e ser capaz de rir, por isso quero parecer feliz por eles, não exausto. Eu saio do meu caminho para fazer postagens engraçadas ou deixar respostas engraçadas no Weverse para deixá-los mais felizes. Só espero que quem gosta de mim seja feliz. E eu não quero que eles vejam nada de ruim. É assim que me sinto em relação ao meu trabalho”, declarou o integrante do BTS.

(Foto: Reprodução)

O músico falou sobre a pressão do sucesso. Ainda de acordo com ele, agora ele está conseguindo desfrutar mais das atividades promocionais de “Butter“, além de também estar focando ainda mais em sua saúde, tanto física como mental. 

Você poderia dizer que eu limpei minha mente ou que eu trabalhei em algumas coisas. Tenho quase certeza de que estou fazendo melhor do que antes. Estou mantendo uma rotina bastante regular, agora que estou me acostumando a balancear a vida mesmo que minha agenda às vezes seja um pouco irregulares”.

Jin também falou como está sua rotina atualmente, já que antes ele tinha que trabalhar todos os dias, sem nenhum dia de folga: “Agora, depois de passar muito tempo nesta rotina, estou um pouco mais saudável e estou dormindo um pouco mais também”, tranquilizou.

Sobre a ambição e motivação de continuar o trabalho árduo, o membro mais velho do BTS respondeu: ARMY. “Eu diria que estou me esforçando mais e tentando me sair bem sem me esgotar para poder ver as pessoas no Twitter ou no Weverse dizendo que eu melhorei ou que estou fazendo um bom trabalho”.

J-Hope fala sobre sucesso do BTS: “Me preparei muito”

Os membros do BTS abriram o coração para Weverse Magazine, cada um concedeu uma entrevista, e agora foi divulgada a de J-Hope.

Sobre o sucesso estrondoso do grupo, o cantor falou: “Eu me preparei muito, mas sempre tenho uma mentalidade quando aceito resultados não intencionais. Acho que é metade da alegria e, metade do coração, penso seriamente sobre o que você conquistou. É um resultado tão honroso, por isso temos que assumir a responsabilidade. A força da Army foi tão grande que eles continuaram conquistando o primeiro lugar, e estou muito grato. Ao mesmo tempo, senti que nosso nome estava sendo conhecido por mais pessoas no mercado pop americano“, refletiu ele.

Foto: LESS / Assist. 김형상, 박동훈

No passado, parecia que eu tinha uma pequena mente imatura para aceitar o sucesso com alegria porque era o resultado de apenas aceitar com humildade e trabalho árduo, mas agora parece que isso mudou. Tenho trabalhado de forma constante por mais de 8 anos, e não é fácil alcançar muitas conquistas durante esse tempo. Em seguida, farei perguntas sobre como devo continuar e manter o presente e que atitude e atitude devo ter agora. Acho que é um problema que ainda não foi resolvido“, refletiu.

Foto: LESS / Assist. 김형상, 박동훈

J-Hope também falou sobre a dança, que é algo muito importante em sua vida: “Dançar também é importante, e acho que estou aprendendo muito sobre a importância dos recursos visuais. A razão pela qual eu mudo meu estilo de cabelo frequentemente é porque eu quero mostrar um visual que pode se misturar naturalmente na música”, disse.

Dançar é algo que sempre fiz, então dei o meu melhor no que podia fazer mais. Claro, a parte visual é importante para não exagerar, então acho que fiz os ajustes para cada estágio enquanto monitorava constantemente. Essa é a parte mais importante“, completa.

O cantor também revelou que por conta do trabalho duro, acabou conhecendo o melhor de si mesmo: “De alguma forma, me sinto como alguém que não é complacente com a vida que tenho agora. Eu poderia simplesmente viver assim e fazer o que quiser, mas realmente não sei. Houve tantas coisas boas, mas como ser humano e como membro da BTS, J-Hope, quero dar um passo adiante. Um dia tive esse pensamento. Há algo que me arrisquei recentemente? Exceto fazendo canções e dançar. Mas o que está faltando? Então decidi tentar e me desafiar, e um deles é aprender inglês. Ainda falta muito e é difícil, mas estou dando o meu melhor neste cronograma“, falou.

J-Hope também falou sobre a importância de falar inglês para sua música: “Se eu falo inglês, posso trocar instruções diretamente com artistas que falam inglês quando estou trabalhando com música. Quando uma dessas janelas de comunicação se abre, eu me pergunto: ‘Não é esta a parte em que outra possibilidade pode ser aberta?’ Eu penso assim. Mas por causa da nossa agenda, é muito difícil continuar estudando (risos), então digo assim, mas talvez não consiga fazer de novo“, observou.

Meus pensamentos mudam instantaneamente e minhas decisões podem mudar a qualquer momento, dependendo de como vou viver. No momento, eu encaro a música de acordo com a música e a performance de acordo com a performance, trabalho duro com o BTS pessoalmente e penso muito sobre o que é para o próximo passo“, declara.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio