john legend
O cantor e pianista norte-americano John Legend (FOTO: Reprodução)

John Legend resolveu abrir o jogo sobre o início do relacionamento com a esposa Chrissy Teigen. Durante uma entrevista ao podcast Armchair Expert, o famoso compositor fez um bate-papo com as apresentadoras Monica Padman e Dax Shephard, e admitiu suas traições no passado.

O cantor revela que na época que conheceu Chrissy Teigen, ele estava saindo com outra pessoa. “Nós dois estávamos saindo com outras pessoas na época. Havia um pouco de folga no começo, mas nos apaixonamos pouco depois disso“, explicou o cantor. O casal se conheceu em 2006, quando ela estrelou seu videoclipe Stereo. Cinco anos depois, eles ficaram noivos e, atualmente, tem dois filhos juntos, Luna, de 4 anos de idade, e Miles, de 2 anos.

John Legend que ficou noivo de Chrissy Teigen em 2011, ressaltou: “Em determinado momento, eu apenas decidi que essa pessoa era a Chrissy. Decidi que não iria mais mexer com mais ninguém“.

LEIA TAMBÉM: Gusttavo Lima e Wesley Safadão faturam verdadeira fortuna com live; saiba valores

Passado de farra

Apesar de agora e com filhos, John relembrou os tempos em que saía com várias mulheres ao mesmo tempo, e explicou que foi suas músicas o fizeram refletir: “Eu era mais jovem do que todo mundo no ensino médio e na faculdade, e por isso não conseguia ficar com muitas garotas. Quando comecei a chamar essa atenção, adorei“, explicou.

Eu definitivamente fui desonesto e egoísta“, admitiu ele, pontuando que tudo isso aconteceu antes de a fama chegar. Quando ele tinha aproximadamente 20 anos, sua vida começou a mudar à medida que sua carreira musical começou a decolar, e ele absolutamente se aproveitou disso.

A fama de relacionados “mal resolvidos” durou um certo tempo, porém acabou especialmente quando conheceu Chrissy. “A certa altura, você simplesmente percebe que está mais feliz por ser honesto. Você é mais feliz sendo fiel e apaixonado por uma pessoa“, explicou.

Legend ainda explicou que não trairia Chrissy por um motivo muito simples: “Ela tem 12 milhões de seguidores no Twitter. Se eu fizesse alguma coisa, seria suicídio na carreira. Seria terrível“, brincou o cantor.