beatles
A legendária banda britânica The Beatles (FOTO: Reprodução)

Elvis Presley é um dos maiores cantores de rock and roll da história, e os The Beatles ficaram famosos nos anos 60 como a primeira grande boyband a fazer um enorme sucesso mundial. Mas enquanto um era um versátil crooner estadunidense famoso por canções como Hound Dog e Blue Suede Shoes, o quarteto britânico impactou o mercado mundial com a sua marca inovadora de pop rock. E, numa reviravolta do destino, os dois acabaram se encontrando. E durante esse incrível primeiro encontro, John Lennon revelou que aprendeu a principal diferença entre os dois.

Numa coleção de raras entrevistas, os membros dos Beatles John Lennon, Sir Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr compartilharam as suas experiências da primeira vez que encontraram com o Rei do Rock. Mas juntando tudo, parece que enquanto Presley foi consumido pela sua fama e inundado pelos seus desdobramentos, os Beatles lutaram para compreender o seu estilo de vida.

Elvis Presley: John Lennon revealed one major difference between King and The Beatles
(FOTO: Getty Image)

E mais, numa conversa telefônica sobre o encontro, Lennon revelou que a banda tinha ficado perplexa com o desejo de Presley de se afastar de entrevistas e aparições na televisão, dizendo que a banda iria simplesmente ficar bastante “entediada”, não se entregando a tudo o que a experiência sobre ser uma celebridade tinha para lhes entregar. E esta era a principal diferença entre eles: sua disposição para francas aparições como si mesmos em programas de TV.

Estávamos lhe perguntando sobre fazer apenas filmes e não fazer aparições pessoais ou na televisão e ele parece gostar“, recordou Lennon. “Eu acho que ele gosta tanto de fazer filmes. Porque não suportamos não fazer aparições como nós mesmos, sabe. Ficamos entediados, nos entediamos rapidamente”, revelou o membro do quarteto britânico indicando que enquanto os Beatles preferiam aparecer como eles mesmos em programas de TV, o Rei do Rock parecia priorizar o escapismo, vaidade e prestígio presentes no mundo do cinema.

Rolling Stone · Beatles não souberam o que dizer a Elvis Presley ...
(FOTO: Reprodução)

Lennon continuou: “Ele diz que sente um pouco a falta disso. [Mas] ele foi ótimo, tal como eu esperava dele. Ele estava apenas rodeado por estes bajuladores”, recordou Starr inicialmente. “Foi tão estranho, e eu estava tão zangado porque ele não estava criando música. Ele não estava fazendo o que deveria estar a fazer. E elas simplesmente desvaneceram-se, não se conseguia chegar perto”, continuou o cantor. “Não podíamos ter-nos tornado bons amigos, era impossível”. “Não éramos amigos nem nada”, prosseguiu Harrison. “Mas ele era muito simpático. Ele era um tipo simpático. Era muito magro, sim, era muito bom, estou contente por o ter conhecido”.

VEJA TAMBÉM: Amigo íntimo de Freddie Mercury revela que cantor tinha vergonha de parte do corpo “muito grande”

“Ele foi fantástico, foi um dos grandes encontros da minha vida”, revelou McCartney. Starr também compartilhou a sua decepção com a decisão de Presley de tentar “banir” os Beatles dos EUA. “A parte triste é que”, afirmou Starr, “descobrimos anos e anos mais tarde que ele tentou banir-nos da América. Porque ele era muito grande com a CIA e tudo mais”.

The Day The Beatles Met Elvis Presley | The beatles, John lennon ...
(FOTO: Reprodução)

Isso é muito triste para mim, que ele se sentiu tão ameaçado que pensou, como muita gente, que éramos maus para a juventude americana“, riu o cantor. Ao compartilhar mais pormenores sobre a noite em que todos se conheceram – em Bel Air, em Hollywood – McCartney recordou o pensamento: “Uau, esse é o Elvis. E tocou Mohair Sam toda a noite, tinha-o numa jukebox, tocou-o como infinitamente, que era como o disco do momento para ele. Então foi ótimo ver ‘Oh ele é um fã de música, ele não é apenas… você sabe’. Ele também estava a ouvir um dos nossos grandes discos neste momento”.

“Ele tinha a televisão ligada o tempo todo, que é o que eu faço de qualquer maneira”, disse Harrison. “E em frente à TV ele tinha um grande amplificador de graves. Amplificador de graves Fender. Então nós entramos lá e brincamos com ele, sabe. [Nós] todos plugados no que estava ao redor e todos nós tocamos e cantamos.”

Starr insistiu que nunca se identificou completamente com a super estrela americana, mas divulgou que Lennon parecia conseguir “o tempo todo”. Harrison inclusive revelou brincando que o seu colega de banda até chegou a jogar futebol com Presley, o que teria sido um feito em si.