Justiça condena Áudio Mix por não cumprir show de Gusttavo Lima

A empresa ainda pode recorrer da decisão

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Áudio Mix, empresa que agencia grandes nomes, como Alok e Luan Santana, foi condenada pela Justiça de Goiás por não cumprir um show de Gusttavo Lima. As informações são da colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia.

O produtor de eventos Alaylsson Abdon Nobre contratou com a empresa um show do sertanejo, que deveria ter acontecido em 19 de setembro de 2010. No entanto, o evento foi cancelado unilateralmente, com a justificativa de inadimplemento do contratante.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No processo, o empresário afirma que esperava reunir cerca de 8,5 mil pessoas no evento e, deste total, 7 mil seriam com vendas de ingressos de pista, que seriam vendidos por R$ 25 cada. Já o restante dos ingressos seriam vendidos como VIP por R$ 60 cada.

Nobre também alega que fez uma grande divulgação do show em outdoors, sites, ônibus, e rádios, mas o evento nunca aconteceu.

VEJA MAIS: Flopou? Live de Gusttavo Lima e Leonardo tem audiência abaixo do esperado

Em sua defesa, a Áudio Mix e o proprietário, Marcos Araújo, sustentaram não haver prova documental que comprovasse a acusação do produtor, mas a Justiça considerou como prova os depoimentos de testemunhas acostumadas a frequentar eventos organizados por Alaylsson.

Ainda de acordo com o site, em setembro de 2020, a justiça de Goiás decidiu que o inadimplemento contratual ocorreu por culpa exclusiva da Áudio Mix e condenou a empresa a pagar cerca R$ 63 mil a Alaylsson Abdon Nobre. Mas o produtor conseguiu aumentar o valor para R$ 70 mil, adicionando ainda a multa pelo descumprimento contratual, fixado em R$ 25 mil. Houve também condenação em 10% de honorários advocatícios, majorados para 13% em sede de recurso. A empresa ainda pode recorrer da decisão.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio