Justiça decide que Soundgarden não deve royalties para a viúva de Chris Cornell

Vicky Cornell alega que os músicos da banda devem “centenas de milhares de dólares”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A batalha judicial envolvendo os direitos às músicas deixadas por Chris Cornell acaba de ganhar mais um capítulo. Desta vez, favorável aos membros remanescentes do grupo Soundgarden.

Em dezembro de 2019, Vicky Cornell, a viúva do músico, entrou com processo contra os integrantes por falta de pagamentos em royalties. Ela alega que eles estão devendo milhares de dólares a ela e seus filhos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Vicky e Chris Cornell (FOTO: Reprodução)

VEJA MAIS: Após boicote de The Weeknd, Cardi B quebra o silêncio sobre o Grammy

No entanto, como conta a Loudwire, a juíza Michelle Peterson decidiu que as acusações de Vicky contra Kim ThayilBen Shepherd Matt Cameron são infundadas e, portanto, não autorizou o processo a seguir em frente.

Vicky também processava o empresário Rit Venerus por não “agir em nome de seus interesses”. Mas a juíza decidiu de forma contrária à viúva, afirmando que Venerus não é responsável por isso, mas sim pelo cuidado com o Soundgarden.

Vale lembrar que ainda há outro processo em curso. Vicky também acusa os músicos de terem oferecido um preço “não-satisfatório” para que ela comprasse os direitos das músicas de Chris Cornell, e esse caso ainda será julgado.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio