Justiça inocenta MC Mirella em caso sobre quadrilha de prostituição

Funkeira foi ouvida pela Polícia Federal para auxiliar nas investigações

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

MC Mirella pode respirar em paz! A funkeira prestou depoimento para a Polícia Federal como parte da Operação Harém BR e foi inocentada na acusação de tráfico de mulheres. A investigação detectar e punir um grupo criminoso que atua com o tráfico de mulheres para exploração sexual. As informações são do colunista Leo Dias, do Metrópoles.

A advogada da artista, Adélia Soares, disse que a cantora foi contratada pela suposta agência de modelos responsável pelo tráfico quando ainda era adolescente. “Aos 16 anos, a Mirella foi contratada para fazer a divulgação de uma marca de maquiagem no Paraguai, e hoje sabemos que o “contrato” na verdade mascarava uma quadrilha de tráfico de mulheres.”

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

VEJA MAIS: Luan Santana se empolga e toma atitude após ‘ganhar beijo’ de Juliette no BBB

MC Mirella prestou depoimento para auxiliar nas investigações contra a quadrilha. “Essa operação, intitulada como Harém pela PF, tornou público que a minha cliente é inocente e foi de extrema importância para esclarecer, de uma vez por todas, os boatos e acabar com as acusações infundadas contra ela. Mirella nunca foi investigada, acusada ou processada pela Justiça por cometer crime de aliciamento ou qualquer outro. Agora com essa operação ficou notório em todo processo investigatório que a MC foi tão somente vítima, e isso pode ser facilmente verificado por qualquer pessoa, uma vez que o processo é público”, acrescentou a advogada.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio