cristiano araujo
O músico Cristiano Araújo (FOTO: Reprodução)

A condenação de Ronaldo Miranda pelo homicídio culposo do cantor sertanejo Cristiano Araújo foi mantida pelo Tribunal de Justiça do Estado de Goías (TJ-GO). A Primeira Turma da instituição votou de maneira unânime mantendo a condenação, depois de analisar recurso da defesa do réu.

O músico e sua namorada Allana Morais morreram em um acidente de carro em 24 de junho de 2015, num veículo dirigido por Miranda. De acordo com investigações, o réu estava acima da velocidade que era permitida naquele trecho da rodovia BR-153, e o automóvel estava com rodas danificadas.

Inicialmente, Miranda foi condenado a dois anos e sete meses de detenção em regime aberto, pena que depois chegou a ser convertida em prestação de serviços comunitários, e também ao pagamento de uma multa no valor de R$ 25 mil, a ser paga às famílias das vítimas.

Depois da decisão original, dada em janeiro de 2018, a defesa de Miranda recorreu da sentença, argumentando que o motorista foi condenado por responsabilidades que não eram suas.

VEJA TAMBÉM: MC Gui é acusado de maltratar outra criança com câncer

Porém, o desembargador Francisco Campos, relator da nova decisão mantendo a condenação, entendeu que o motorista teria agido de maneira “imprudente, negligente e imperita” ao dirigir o veículo a 179 km/h pela rodovia no momento do acidente.

O desembargador inclusive apontou que Miranda tinha conhecimento dos problemas nos pneus do carro, e apontou depoimentos de testemunhas provando que tinham alertado o motorista de Cristiano Araújo sobre os defeitos nos bicos de ar originais.