Justiça nega pedido de Roberto Carlos e Erasmo sobre posse de 72 músicas

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Erasmo e Roberto Carlos estavam lutando para recuperar os direitos autorais de 72 músicas, mas nesta segunda-feira (28), o Tribunal de Justiça de São Paulo negou o pedido.

Segundo o R7, o processo corre desde abril do ano passado e os artistas reivindicam a anulação de acordos com a Editora e Importadora Musical Fermata, entre 1964 e 1987.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um dos contratos diz: “Com a presente cessão fica a editora, de forma irrevogável, sub-rogada em todos os direitos e privilégios do(s) cedente(s), (…) podendo ainda outorgar os direitos e privilégios ora cedidos para sub-editoras nacionais ou estrangeiras, bem como efetuar registros e depósitos necessários ao irrestrito reconhecimento da propriedade que neste ato lhe é transmitida”.

VEJA TAMBÉM: Os Beatles ajudaram Caetano Veloso quando ele foi preso na ditadura

Músicas como Se Você PensaÉ Preciso Saber ViverA Volta, Emoção, Lucinha e Meu Primeiro Amor estão no processo.

Roberto Carlos e Erasmo Carlos conseguiram recuperar a composição Preciso Urgentemente Encontrar um Amigo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio