Justin-Bieber
O cantor canadense Justin Bieber (FOTO: Reprodução)

Justin Bieber passou algum tempo fora de casa numa quadra de basquete durante o fim de semana em Los Angeles. O músico de 26 anos jogou um pouco do esporte com um amigo, antes de se juntar à esposa Hailey Bieber em uma entrevista com a comentarista da CNN, Angela Rye. Durante a conversa feita através do Instagram, Justin admitiu sentir vergonha por não prestar maior atenção à injustiça racial após os casos de George Floyd, Breonna Taylor e outras mortes de homens e mulheres negros que aconteceram recentemente nos EUA.

“Eu tenho sentido vergonha no sentido de como, por que esses homens foram mortos enquanto eu estendo um cobertor sobre meus olhos. Porque? Eu me sinto mal por causa disso” revelou o músico. Hailey também falou sobre sua cumplicidade no passado com a injustiça. “Com essa conversa com Angela, eu realmente só queria aprender, fazer perguntas, mesmo que eu pensasse que elas eram a pergunta errada”, escreveu a esposa de Justin Bieber em sua legenda no Instagram.

“Quero conhecer melhor para poder fazer melhor e não pararei de fazer essas perguntas e ter essas conversas. Quero continuar aprendendo a ser um aliado e me recuso a continuar andando pela vida sendo ignorante“, escreveu a modelo que se manifestou sobre os protestos no fim de semana.

VEJA TAMBÉM: Katy Perry diz que filha mostrou dedo do meio em ultrassom: “Essa é a minha garota”

No polêmico caso que causou comoção nacional nos EUA, o cidadão George Floyd foi morto por um policial de Minnesota, Derek Chauvin, após o policial lhe pressionar com o joelho no pescoço. Um vídeo de celular mostra o policial, que é branco, segurando Floyd por alguns minutos enquanto Floyd reclama que não consegue respirar. Floyd morreu pouco tempo depois em um hospital local.

Confira o violento vídeo do momento da prisão de Floyd: