O cantor canadense Justin Bieber (FOTO: Divulgação)

Muito bem casados Justin Bieber e Hailey Baldwin foram tema da reportagem de capa da nova edição da revista Vogue nos Estados Unidos. Na entrevista, o casal também comentou sobre as mais diversas fases de suas vidas, incluindo seu relacionamento.

Bieber também confirmou que, durante a “Purpose Tour”, ele chegou a
realmente sofrer com depressão, fato que o fez cancelar 14 dos últimos shows da turnê. “Eu fiquei muito depressivo na turnê. Eu realmente não falei sobre isso, e eu ainda estou processando tantas coisas que ainda não falei sobre. Eu estava solitário. Eu precisava de algum tempo”, explicou Justin Bieber.

Bieber, também assumiu, na entrevista para a Vogue, que tem problemas em confiar nas pessoas o que acaba impactando em seus relacionamentos amorosos.

VEJA TAMBÉM: Stalker que invadiu a casa de Taylor Swift e tomou banho é condenado à prisão

“Eu tenho lutado com o sentimento de que as pessoas estão me usando ou que não estão de verdade ali para mim, e que os compositores querem tirar algo de mim e então usar isso contra mim. Um dos maiores problemas para mim é de confiar em mim mesmo. Eu tomei algumas decisões ruins pessoalmente, e nos relacionamentos. Esses erros afetaram minha confiança em meu julgamento. Tem sido difícil para mim até confiar na Hailey. Nós estamos trabalhando em algumas coisas. E tem sido ótimo, né?”, explicou Justin Bieber.

RELIGIÃO
A vida de Justin Bieber passou a tomar novos rumos após o cantor começar a se dedicar mais à espiritualidade. Foi na igreja Hillsong que o músico pôde reencontrar Hailey, retomando a amizade e posteriormente o namoro.

“Eu não me considero religioso. Isso confunde muito as pessoas porque elas ficam, ‘Bem, você vai para a igreja’. Eu acredito na história de Jesus – essa é a simplicidade do que eu acredito. Mas eu não acredito em todo elitismo e pretensiosidade da religião, tipo como se as pessoas fossem melhores do que você porque elas vão para a igreja, como se você tivesse que ir para a igreja e se vestir de uma certa forma. Eu fico sensível quando o assunto religião surge porque tem sido tão doloroso para muita gente. Eu não quero ser visto como a pessoa que concorda com toda a injustiça que a religião já fez e continua fazendo” afirmou o canadense.

AUTOCONHECIMENTO
Não é novidade inclusive que Justin Bieber sempre viveu uma vida cercada de polêmicas. Hoje o próprio cantor se vê de uma forma bastante diferente. “Muitas das coisas idiotas que fiz eu estava dando às pessoas o direito de dizerem tipo, ‘Cara, isso é realmente idiota.’ Mas muitas das coisas eram tipo – eu mijando em um balde, as pessoas faziam muito caso disso. Ou eu tendo um macaco. É tipo, se você tivesse o dinheiro que eu tinha, por que não compraria um macaco? Você compraria um macaco!”, afirmou Justin Bieber.

Eu me vi fazendo coisas que eu me envergonho muito, ser super promíscuo e coisas do tipo, e eu acho que eu tomava Xanax porque eu estava muito envergonhado. Minha mãe sempre me disse para tratar as mulheres com respeito. Para mim isso sempre esteve em minha cabeça enquanto eu estava fazendo essas coisas, então eu nunca conseguia gostar. As drogas botavam uma tela entre eu e o que eu estava fazendo. A coisa ficou bem obscura. Eu acho que tiveram momentos que meu segurança vinha tarde da noite checar meu pulso e ver se eu ainda estava respirando”, contou o cantor.

CARREIRA
Já há alguns anos que a carreira de Justin Bieber permanece em hiato. O cantor permanece afastado dos palcos para focar em sua vida e em seus relacionamentos e o cantor também falou sobre essa decisão com a revista Vogue, mostrando mais uma vez sua fase de autoconhecimento. “Só em pensar em música me estressa. Eu sou bem sucedido desde os 13 anos, então eu não tive a chance de descobrir quem eu era além do que eu fazia. Eu precisava de um tempo para me avaliar: quem eu era, o que eu queria da minha vida, meus relacionamentos, quem eu queria ser – coisas que quando você está tão imerso na indústria da música você meio que perde o foco”, explicou Justin Bieber.

Eu comecei a me achar demais. As pessoas me amavam, eu sou o cara – era isso o que eu honestamente achava. Eu fiquei muito arrogante e convencido. Eu usava óculos escuros dentro dos lugares”, acrescentou Justin Bieber.