K-pop: Mina do AOA se encontra inconsciente após tentativa de suicídio

Cantora sofria bullying de outras integrantes e foi detonada pelos internautas.

Publicado em 30/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta quinta-feira (29), a ex-integrante do grupo feminino da AOA, Mina, foi hospitalizada após supostamente uma tentativa de suicídio. A jovem de 27 anos teria sido encontrado por um conhecido pela manhã depois de não responder a ligações, de acordo com reportagens da mídia sul-coreana.

(FOTO: Reprodução)

Poucas horas antes, ela havia postado uma longa carta escrita à mão de quatro páginas nas redes sociais, detalhando escândalos de intimidação anteriores e se desculpando por suas palavras e ações. Ela também revelou que havia recebido desejos de morte de odiadores online.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ela já havia prometido, em várias ocasiões, ficar longe das redes sociais e se desculpado por ter quebrado mais uma vez sua promessa. Mina, cujo nome verdadeiro é Kwon Min-ah, escreveu: “Surgiram tantas histórias que eram diferentes do que eu vivi. Além disso, muitas pessoas me pediram para explicar. Quero explicar tudo pelo que são . Então vou explicar tudo sem nenhuma mentira. “

VEJA TAMBÉM: Integrante do TWICE preocupa fãs ao aparecer cansada na divulgação de “Perfect World”

Ela deixou o grupo em 2019 e revelou um ano depois que havia sofrido uma década de intimidação e assédio do líder da banda Jimin, de 30 anos. Na exposição explosiva do ano passado, Mina também mostrou uma foto de seus pulsos com cicatrizes como prova de que ela havia tentado o suicídio no passado.

(FOTO: Reprodução)

Jimin posteriormente emitiu um pedido de desculpas, deixou o grupo e se aposentou da indústria do entretenimento. AOA, que começou com oito membros, tem apenas três membros restantes. Mina também se envolveu recentemente em outra polêmica no mês passado, que a viu ser a terceira parte em um escândalo de traição, mas desde então rompeu com o homem.

Suicídio
O suicídio é considerado pelo Ministério da Saúde como um problema de saúde pública, complexo, multifacetado e de múltiplas determinações, que pode afetar indivíduos de diferentes origens, classes sociais, idades, orientações sexuais e identidades de gênero. Todos os anos, cerca de 800 mil pessoas morrem por suicídio no mundo, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde). No Brasil, uma pessoa morre por suicídio a cada hora, enquanto outras três tentaram se matar sem sucesso no mesmo período. O assunto é tão complexo que muitas pessoas evitam falar a respeito, o que nem sempre é a melhor decisão. Um problema dessa magnitude não pode ser negligenciado, pois sabe-se que o suicídio pode ser prevenido. Uma comunicação correta, responsável e ética é uma ferramenta importante para evitar o efeito contágio. Uma das entidades que ajuda pessoas com pensamentos tristes e depressivos é o Centro de Valorização da Vida, o CVV. A organização existe há anos graças ao trabalho voluntário de centenas de pessoas. O atendimento é gratuito e pode ser feito por telefone e internet. O telefone que tem cobertura para todo Brasil é 188.

Ex-integrante do AOA escreve carta de suicídio

Na segunda-feira, 5 de julho, Kwon Mina, ex-integrante do grupo de K-Pop OAO, realizou um Instagram Live para declarar que deixaria as redes sociais, e respondeu aos comentários das pessoas sobre seu escândalo de traição mais recente.

Durante uma live realizada no Instagram, Mina admitiu que seu agora ex-namorado traiu sua namorada anterior com ela. A cantora se desculpou com a ex-amiga, amigos e família, além de falar que que agiu como uma raposa.

Durante a transmissão ao vivo, ela começou a falar sobre seu passado com AOA mais uma vez. Ela revelou que havia um membro do grupo feminino que “gosta de sexo” . Mais tarde, ela revelou que o membro era Shin Jimin, que havia deixado AOA depois que foi revelado que ela intimidou Mina enquanto ela estava no grupo.

Shin Jimin (Foto: Reprodução)

Outro fã logo perguntou: “Por que você incluiu o nome de Seolhyun em sua nota de suicídio? “

Mina respondeu ao fã, dizendo: ” Há um bom motivo para eu ter feito isso. Foi uma grande traição. Ela era como um morcego. Parecia que ela não se importava com o que acontecia para mim. Vou carregar os detalhes específicos que posso encontrar sobre isso.

Ela então acrescentou: “Seolhyun e eu éramos extremamente próximas, e dependíamos muito uma da outra desde que nos tornamos trainees juntos. Mas há um bom motivo pelo qual eu a mencionei da maneira que fiz. “

Kwon Mina publicou a live em seu Instagram e legendou: “Desculpe por tudo, sinto muito por estar respirando, e realmente sinto muito por ter causado a raiva de todos a ponto de receber todos os tipos de comentários. A dor de 10 anos foi muito cruel para mim. Eu só queria dizer isso. Vou largar tudo e ficar quieta por enquanto.”

A carta:

Sim, continue falando de uma pessoa média (não-famosa). Oh, você acha que pode gritar, descarregar sua raiva em alguém, não se comportar e mandar alguém para o hospital sem motivo algum porque você é uma pessoa comum… E isso é entre nós dois… Não. Claro, se essa pessoa realmente cumprir a promessa e desistir, mas e se não for esse o caso?

Estou chocada. Ser gentil com alguém agora é considerado uma fraqueza? Eu nem teria conseguido estar no ramo do entretenimento se tivesse agido ou feito telefonemas como esse, não acha? Teria de haver muitas pessoas que me odiariam se fosse esse o caso.

Eu pareço assim tão burra? Quero dizer, tudo bem, tenho ataques de pânico e sangro e choro. Mas eu não tenho o direito de dizer algo? E ainda tenho avarias mesmo que esteja a tomar antidepressivos. Fazer declarações públicas? Por que devo cortar-me em vez de afixar? Estou apenas tentando expressar meus sentimentos através das mídias sociais porque não posso falar com ninguém.

De agora em diante, vou fazer o que quiser, não tenho medo de nada. Não tenho nada a perder, viver ou morrer é a mesma coisa. Não leia meu post se você não gostar, em vez de me amaldiçoar e insultar”.

(Foto: Reprodução Instagram)

VEJA MAIS: Gay? Fiuk do BBB revela que integrante do One Direction flertou com ele

K-Pop: Ex-integrante do AOA revela ter ficado com namorado de amiga

Kwon Mina, ex-integrante do grupo sul-coreano K-Pop AOA, se desculpou publicamente após boatos de que ela estaria ficando com o namorado de uma amiga. Em primeiro momento ela se defendeu, e em seguida admitiu o que fez.

Entenda o que aconteceu:

No fim de junho, Mina publicou em seu Instagram uma foto ao lado de um homem. Um fã, por sua vez, perguntou nos comentários se o indivíduo era seu namorado, e ela confirmou. Contudo, o que ela não imaginava é que algumas pessoas relatariam que o rapaz na foto, se tratava na verdade do namorado de uma amiga da cantora. As informações são do site Soompi.

A ex-integrante do AOA se pronunciou:

“Sim, ouvi as opiniões de todos vocês que me xingam e queria falar rapidamente sobre este incidente em um vídeo, mas as pessoas disseram que não queriam ver meu rosto; por isso, estou postando um texto. Naquela época, eu pensava que já que começamos a namorar depois que eles terminaram, mesmo que eu não tivesse feito nada do que me orgulhar, não era traição”, refletiu.

De acordo com Mina, ela descobriu pelas redes sociais que o rapaz estava mentindo pra ela: “Por causa disso, pude pensar nas coisas do ponto de vista de sua ex-namorada. É verdade que eu e o Sr. Yoo traímos. Sinto muito pela ex-namorada e seus conhecidos, que devem ter se machucado por minha causa”.

“Eu me comportei de forma tola. Claro que admito meus erros e gostaria de inclinar minha cabeça em um sincero pedido de desculpas à vítima que antes era sua namorada. E é claro que atualmente não estou mais namorando o Sr. Yoo. De hoje em diante, só receberei mensagens de incentivo das pessoas e não responderei a ninguém. Eu também cortarei toda comunicação com os fãs com quem estou atualmente conversando”, escreveu. “Eu realmente sinto uma grande culpa por ter o espírito muito livre e agir como eu desejava, e sinto muito. Também peço desculpas por ter desapontado muitas pessoas”, finalizou Mina.

Suicídio

O suicídio é considerado pelo Ministério da Saúde como um problema de saúde pública, complexo, multifacetado e de múltiplas determinações, que pode afetar indivíduos de diferentes origens, classes sociais, idades, orientações sexuais e identidades de gênero. Todos os anos, cerca de 800 mil pessoas morrem por suicídio no mundo, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde).

No Brasil, uma pessoa morre por suicídio a cada hora, enquanto outras três tentaram se matar sem sucesso no mesmo período. O assunto é tão complexo que muitas pessoas evitam falar a respeito, o que nem sempre é a melhor decisão. Um problema dessa magnitude não pode ser negligenciado, pois sabe-se que o suicídio pode ser prevenido. Uma comunicação correta, responsável e ética é uma ferramenta importante para evitar o efeito contágio. Centro de Valorização da Vida Uma das entidades que ajuda pessoas com pensamentos tristes e depressivos é o Centro de Valorização da Vida, o CVV. A organização existe há anos graças ao trabalho voluntário de centenas de pessoas. O atendimento é gratuito e pode ser feito por telefone e internet. O telefone que tem cobertura para todo Brasil é 188.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio