K-Pop: Polícia prende Kris Wu, ex-membro do grupo EXO, após acusações de estupro

Cantor foi detido neste sábado (31)

Publicado em 31/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No último domingo (18), o ex-integrante do grupo EXO, Kris Wu, foi acusado de estupro por uma universitária. Du Meizhu, de 19 anos, disse em entrevista à imprensa chinesa que foi abusada sexualmente pelo cantor. E neste sábado (31), o cantor foi detido pela polícia, em Pequim, na China. As informações foram divulgadas pela Secretaria de Segurança Pública do bairro de Chaoyang, em Pequim.

“Após as acusações de que Kris Wu abordou jovens mulheres repetidamente para fazer sexo, a polícia deteve Wu, que tem nacionalidade canadense, para investigar as acusações de estupro”, informou a polícia de Pequim.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O cantor sino-canadense, Kris Wu. (FOTO: Reprodução)

Entenda o caso:

Ao portal NetEase Entertainment, a estudante afirma ter provas de sete outras garotas que também teriam sido assediadas pelo cantor, segundo a declaração da jovem. Sendo duas delas menores de idade na época. Du Meizhu disse a imprensa chinesa que Kris Wu aborda jovens garotas com propostas de trabalho no mundo do entretenimento. O cantor também seleciona “belas garotas” de seu fã-clube para participar de meet & greets privados e pede indicações de garotas para aquelas com quem ele já se relacionou, de acordo com ela.

O empresário de Kris abordou a garota para participar de uma seleção para se lançar na carreira artística, de acordo com ela. Chegando no local, ela foi ameaçada pelo empresário, logo seu celular foi “confiscado”, e ela teria também sido forçada a ingerir álcool. Quando estava inconsciente por causa da bebida, afirma ter sido abusada por Kris Wu.

Além disso, a jovem também conta ter recebido dinheiro da gravadora de Kris, para encerrar o caso e afirmou que está devolvendo as quantias recebidas. Du Meizhu pediu que Kris abandonasse a carreira na China assim como fez com o EXO, depois da entrevista. “Te darei 24 horas para fazer uma coletiva de imprensa avisando toda a sociedade que você está deixando a indústria do entretenimento chinesa e que você nunca mais pisará aqui novamente”, escreveu a universitária.

Kris Wu teria sido acusado de estupro pela universitário Du Meizhou. (FOTO: Reprodução)

Ela pediu no texto para que Kris se desculpasse para as marcas com as quais ele trabalha e “desse um jeito” de retirar toda sua imagem que está espalhada por produtos, metrôs e prédios na China. Meizhu também pediu que Kris, que também possui nacionalidade canadense, deixasse a China imediatamente e exigiu uma carta com um pedido de desculpas para o cantor. “Você não é digno de pisar nessa terra. Volte para onde quer que você veio, seu canadense. Antes de ir, dê um jeito de tirar a vacina do covid-19 do seu corpo. Ela foi feita na China, você não é digno de recebê-la”, disparou a jovem, que ameaçou revelar o nome das outras jovens que supostamente teriam sido abusadas por Kris para fazê-lo “perder tudo e arruinar sua reputação”.

(FOTO: Reprodução)

Weibo, principal rede social chinesa que se assemelha ao Twitter, foi o veículo utilizado por Kris Wu para negar as acusações. “Eu não respondi antes pois não queria interferir no processo judicial, mas eu não sabia que meu silêncio iria intensificar os rumores. Eu não consigo mais aguentar isso! Eu só encontrei a senhorita Du (Meizhu) uma vez em uma reunião de um amigo, no dia 5 de dezembro de 2020. Eu não forcei ninguém a beber, não confisquei o celular de ninguém, e definitivamente não aconteceu nada dos ‘detalhes’ que foram descritos por ela. Tinham várias pessoas na reunião daquele dia e todas poderão testemunhar! Eu sinto muito por perturbar a todos. Eu afirmo que nunca houve qualquer ‘festa para selecionar um harém’. Não seduzi e nem estuprei. Não houve embriaguez para cometer estupro! Nada relacionado com menores de idade! Se eu tivesse tido qualquer comportamento deste tipo, não se preocupem, eu mesmo iria me entregar para a prisão. Eu irei assumir a responsabilidade por cada palavra que disse aqui”, escreveu Kris.

O Kris Wu Studio, empresa do cantor, também se manifestou, compartilhando as publicações e supostas evidências divulgadas por Du Meizhu com avisos dizendo que se tratavam de acusações falsas. “Por favor, não use questões sensíveis para a opinião pública para incitar o público com comentários maldosos”, informou a empresa, que declarou que tomará medidas legais sobre o caso.

Nesta segunda-feira (19), após as acusações, a marca de cosméticos Kans, a marca de produtos de limpeza Liby, a marca de bebidas Mr. Kon Ice Tea e a produtora de entretenimento Tencent Video anunciaram o fim de seus contratos com Kris. Outras, como a Lancôme, apagaram publicações relacionadas ao artista.

VEJA TAMBÉM: Cantor de K-pop é indiciado a prisão por prostituição de mulheres

No final de maio, foi quando as polêmicas em torno de Kris Wu começaram. Foram divulgadas cenas de um suposto encontro de Kris Wu e a influenciadora digital Xiao Yi Tong, de 18 anos. Imagens de uma câmera de segurança mostraram Kris e a influenciadora entrando em uma sala de cinema, que teria sido reservada para os dois. Em resposta ao caso, o Kris Wu Studio informou que o cantor frequentou o local com um grupo de amigos e que tomaria medidas legais contra informações que prejudicassem sua reputação e invadissem sua privacidade.

Após o caso das imagens de Kris e da influenciadora no cinema, o nome do cantor foi pela primeira vez citado em acusações relacionadas a Du Meizhu. No início de junho, uma internauta, que se apresentou como amiga de Meizhu, fez uma publicação no Weibo, dizendo que Kris e Meizhu se relacionaram entre dezembro do ano passado e abril. Na publicação, a internauta disse que o cantor teria destratado sua amiga. Após a publicação, surgiram novas acusações de outras internautas que disseram ter se relacionado com Kris. Uma influenciadora digital chegou a dizer que o cantor “possuía várias namoradas”. O cantor negou as acusações. Du Meizhu voltou aos holofotes na semana passada, quando fez uma publicação no Weibo acusando Kris de se relacionar com meninas menores de idade.

Segundo ela, o cantor teria um número de WeChat (aplicativo de mensagens instantâneas) apenas para ficar em contato com as garotas menores de idade com quem tinha interesse em se relacionar. No texto, Meizhu disse que o cantor abordava as jovens com propostas de trabalho no mundo artístico e, quando elas aceitavam o convite, eram levadas para beber com o cantor. A universitária disse na época que foi diagnosticada com depressão e ansiedade após se envolver com Kris.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio