kanye west
O rapper norte-americano Kanye West (FOTO: Reprodução)

Kanye West rendeu manchetes no mundo inteiro ao anunciar que pretende disputar a presidência aos Estados Unidos no último fim de semana. Com o assunto em discussão por eleitores e fãs, a revista Forbes entrevistou o músico numa conversa que abordou os mais diferentes temas.

Ao longo do bate-papo, o artista surpreendeu ao revelar que já contraiu coronavírus em fevereiro, explicando a experiência: “calafrios, tremendo na cama, tomando banhos quentes, vendo vídeos me dizendo o que devo fazer para superar isso”. A respeito da possível cura para o vírus, Kanye também comentou: “Nós oramos. Nós oramos por liberdade. É tudo sobre Deus. Nós precisamos parar de fazer coisas que deixam Deus bravo”.

Quando a revista abordou as possíveis vacinas para o vírus, Kanye deu uma resposta controversa, que coincide com diversas teorias conspiratórias que seguem se espalhando nas redes sociais. “Muitos de nossos filhos estão sendo vacinados e paralisados… Então, quando eles falam que vão resolver o coronavírus com uma vacina, eu fico extremamente cauteloso. Essa é a marca da besta. Eles querem colocar chips dentro de nós, querem fazer todo tipo de coisa para que não possamos atravessar o portão dos céus. Eu sinto muito quando digo que eles são os humanos que têm o diabo dentro deles. E a coisa mais triste, a coisa mais triste de todas é que nem todos chegaremos aos céus. haverá alguns de nós que não conseguirão”.

Um dos outros pontos polêmicos dessa entrevista foi quando Kanye West foi questionado por sua opinião em relação ao espinhoso tema do aborto, no que o músico se posicionou contra a ideia. “Eu sou pró-vida porque eu estou seguindo a palavra da Bíblia”, declarou Kanye.

VEJA TAMBÉM: Vídeos sensuais de Anitta são publicados em site pornô

Kanye West também criticou os seus possíveis adversários, o presidente Donald Trump e o candidato democrata Joe Biden. Enquanto West ainda expressava alguma admiração por Trump, chamando-o de “o presidente mais próximo que tivemos em anos para permitir que Deus ainda fizesse parte da discussão”, ele disse que estava “tirando o chapéu vermelho” em referência a retirar seu apoio ao atual presidente.

Quanto a Biden, West foi muito mais crítico: “Este homem, Joe Biden, disse que se você não vota em mim, você não é negro. Bem, aja como se não tivéssemos ouvido isso? Agimos como se não tivéssemos ouvido aquele homem dizer isso? Aquele homem disse isso. É um rap”. Kanye afirma que é “uma forma de racismo e supremacia branca e controle branco” quando se diz que todos os negros precisam ser democratas e acusou o partido de ameaçar ele e outros negros a votarem neles: “[O] é isso que os democratas estão fazendo, emocionalmente, ao meu povo. Ameaçando-os a ponto de este homem branco poder dizer a um negro se você não votar em mim, você não é negro”.

O músico também sugeriu que recentemente perdeu a confiança em Donald Trump e criticou o líder republicano por ter se escondido recentemente num suposto bunker, referindo-se a relatórios que indicam que Trump se escondeu em um quarto seguro da Casa Branca durante os recentes protestos contra a brutalidade policial em Washington, D.C.

Você pode conferir a entrevista na íntegra clicando aqui.