kanye west
O rapper norte-americano Kanye West (FOTO: Reprodução)

O rapper Kanye West afirmou à revista Forbes que candidatar-se à presidência dos Estados Unidos foi nomeação e pedido de Deus.  Ele assegurou que Deus “lhe deu a clareza e indicou que era a hora”.

Segundo o rapper, ele acredita que é Deus quem ‘nomeia’ o presidente e que isso pode acontecer desta vez para ele ou na próxima eleição, em 2024. “Vamos ver se a nomeação é em 2020 ou em 2024, porque Deus nomeia o presidente. Se eu vencer em 2020, então será a nomeação de Deus. Se eu vencer em 2024, então essa será a nomeação de Deus”, justificou.

Na entrevista, West falou sobre o atual presidente Donald Trump, dando a entender que não dá muita importância ao seu desempenho no cargo: “Ele parece uma grande bagunça para mim, mas Trump é o presidente mais próximo que tivemos em anos de permitir que Deus ainda faça parte da conversa”, afirma.

LEIA TAMBÉM: Feminista critica participação de Chay em clipe de Manu Gavassi e pede retratação: “É inaceitável”

É o país de Deus, estamos fazendo tudo a serviço de Deus, ninguém mais (…) Estou a serviço de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo, e coloco tudo o que tenho em jogo para servir a Deus. Restabeleça no estado de Deus, no país de Deus, o temor e o amor de Deus em todas as escolas e organizações e você esfriará o medo e o amor por tudo o mais”, completou.

Kanye West escolhe sua vice

Kanye West anunciou sua candidatura presidencial em julho. Desde então, ele tem recolhido assinaturas para entrar nas urnas em vários estados. O site TMZ revelou que Kanye West escolheu Michelle Tidball, que já se definiu como “coaching da vida bíblica”, para ser sua vice-presidente.

Kanye West escolheu Michelle Tidball (FOTO: Reprodução)