Kanye West é processado em R$5 milhões por maus-tratos à equipe

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mais uma polêmica para a conta de Kanye West! O rapper está enfrentando dois processos de ação coletiva de trabalhadores que auxiliaram em sua ópera cristã ‘Nebuchadnezzar’.

No processo, eles estão detalhando várias queixas em torno do tratamento e do pagamento do espetáculo. O artista é acusado de deixar de pagar o salário mínimo e horas extras.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Além disso, ele supostamente também se recusava a fornecer refeições e intervalos para descanso quando apresentou no The Hollywood Bowl no ano passado.

Segundo documentos obtidos pelo The Blast em novembro, Kanye West e a promotora de eventos Live Nation estão sendo processados com alegações de “salários não pagos, salários contínuos, danos, penalidades civis, penalidades legais e honorários advocatícios e custas”.

VEJA TAMBÉM: Ruiva, Katy Perry lança vídeo de “Champagne Problems” para projeto visual

Agora, a Vice afirma que a primeira ação foi feita pela equipe contratada para ‘Nebuchadnezzar’, enquanto a segunda chega dos próprios artistas.

Ambos afirmam que o rapper classificou erroneamente as pessoas que contratou como “contratados independentes”, em vez de “empregados”. Isso pode significar que ele poupou milhares de dólares em impostos.

Caso os classificasse de outra forma, as leis trabalhistas da Califórnia exigiriam que ele fornecesse “privilégios” básicos aos trabalhadores. A ação legal poderia chegar a US$ 1 milhão (mais de 5 milhões de reais) em danos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio