kesha
A cantora norte-americana Kesha (FOTO: Reprodução)

Uma decisão judicial informou que Kesha difamou o produtor musical Dr. Luke quando disse a Lady Gaga que ele estuprou Katy Perry. A decisão divulgada nesta quinta-feira (dia 6), está relacionada com o caso de difamação que Dr. Luke – cujo nome real é Lukasz Gottwald – afirma ter sofrido da cantora de “Tik Tok” em 2017 quando ela alegou que ele lhe drogou e estuprou.

Gottwald argumentou que Kesha – sob o nome Kesha Rose Sebert – fez a declaração sobre Katy Perry em uma mensagem de texto para Lady Gaga para reforçar suas próprias acusações contra ele.

Em depoimento, Katy Perry, vale lembrar, já negou ter sido estuprada por Gottwald. “Kesha fez uma declaração falsa a Lady Gaga sobre Gottwald que era difamatória por si só“, escreveu a juíza da Suprema Corte de Manhattan, Jennifer Schecter, em uma decisão na quinta-feira.

VEJA TAMBÉM: Gusttavo Lima bebe demais e revela que passa horas “chupando periquita” da esposa

“Não há nenhuma evidência de que Gottwald tenha estuprado Katy Perry”, disse Schecter. “Além disso, a publicação de uma declaração falsa para uma pessoa, no caso Lady Gaga, é suficiente para impor responsabilidades”, disse.

Schecter também rejeitou a única alegação remanescente de Kesha contra o produtor, de que ela deveria ser libertada de um contrato com a gravadora KMI, que ainda cobra royalties das músicas dela.

Kesha foi condenada pela juíza a pagar a Gottwald mais de US $ 373.000 em juros pelo atraso no pagamento a ele por mais de US $ 1,3 milhão em royalties. Já a decisão envolvendo a afirmação de Gottwald sobre Kesha lhe difamar ao afirmar que ele a agrediu sexualmente ainda deve ser determinada por um júri no julgamento.

Em 2016, Kesha desistiu do seu caso na Califórnia contra Dr. Luke por abuso sexual e emocional contra ela. A advogada de Gottwald, Christine Lepera, disse: “Dr. Luke está buscando esse processo para recuperar-se do grave dano que as falsas acusações de estupro de Kesha causaram ao Dr. Luke, sua família e seus negócios. ”

“Dr. Luke aguarda com expectativa o julgamento do seu caso, onde ele provará que as outras declarações falsas de Kesha sobre ele eram igualmente falsas e difamatórias “, acrescentou Lepera. Os advogados de Kesha não retornaram imediatamente os pedidos de comentários do site Page Six.