lady gaga
A cantora estadunidense Lady Gaga (FOTO: Divulgação)

Após o ataque ao Capitólio, Lady Gaga se posicionou sobre o “ataque à democracia” que Trump e seus apoiadores promoveram essa semana. Em novembro do ano passado, o então presidente dos EUA perdeu a eleição dos por uma diferença de sete milhões de fotos. No entanto, ele demorou para aceitar a derrota e alegou que houve fraude nas eleições. Desesperado, incentivou a invasão da sede do Congresso dos Estados Unidos, em Washington.

Redes sociais como Twitter, Instagram e Facebook, baniram a conta de Donald Trump temporariamente. A medida foi tomada para que o candidato parasse com a disseminação de Fake News.

Lady Gaga está entre os famosos que se posicionaram sobre o assunto. A cantora sugeriu que Donald Trump sofre um Impeachment e, com isso, não possa se eleger nas próximas eleições. Porém, para que isso ocorra, é necessário dois terços do Senado para tirar o presidente do cargo.

Lady Gaga Protests in Front of Trump Tower - ABC News
(Foto: Reprodução)

VEJA MAIS: Ken humano? Maquiador revela processo por trás do novo visual de The Weeknd

Em sua conta do Twitter, Lady Gaga elogiou o ativismo de mulheres negras da Geórgia, que lutaram para que as eleições ocorressem no estado.

“Acredito na mudança que tantos desejam existe no trabalho das Mulheres Negras na eleição da Geórgia. A Supremacia Branca respondeu como costuma fazer com poucas repercussões, como em 06/01/21. Mas isso não vai desfazer seu trabalho“, afirmou.