Lady Gaga recebeu convite para se apresentar no Rock in Rio novamente

O idealizador do evento também falou sobre os artistas mais difíceis de lidar

Publicado em 08/10/2021 21:34
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Recentemente, o idealizador do Rock In Rio, Roberto Medina falou sobre quem sonha trazer para o próximo evento. Sendo assim, em entrevista à Veja, o empresário afirmou apenas que Lady Gaga nesse momento, não quer vir em turnê pela Améria Latina.

“Vamos anunciar mais três nomes específicos de rock. Mas, independentemente da edição, me esforço de forma incansável para ter duas pessoas. Uma é o Roberto Carlos. Quando nos encontramos, ele chega a fugir de mim de tanto que fico em cima. A outra é Lady Gaga. Há quatro anos ela cancelou a vinda por motivos de saúde e fiquei frustrado. Nós a procuramos agora, mas não tem interesse, no momento, em turnês na América Latina. Vou continuar enchendo a paciência dela.”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Além disso, Roberto também falou sobre quais artistas ele mais teve dificuldade em lidar ao longo de todos os Rock in Rio. São eles Prince, Elton John e o Guns N’ Roses. Pelo menos até hoje.

“Já na primeira edição, aprendi na marra a lidar com pedidos esdrúxulos. O Prince exigiu 400 toalhas brancas e só usou trinta. O Elton John queria rosas com talos de exatos 14 centímetros no camarim. Em 1991, no Maracanã, um funcionário da equipe do Guns N’ Roses se envolveu em uma briga com uma pessoa da Rede Globo. A confusão se estendeu pelo dia inteiro e o Axl (vocalista da banda) disse que só teria show quando lhe entregassem a fita com as imagens da alteração”, entregou.

Além disso, sobre o primeiro evento após a pandemia, o empresário falou: “Existe um desejo irrefreável de voltar a se encontrar, celebrar, se abraçar e se sentir livre. Foi um recorde absoluto na área de entretenimento em todo o planeta. Vamos aumentar a Cidade do Rock em 20% e manter o público em torno de 100 000 pessoas. Atrações que formam filas, como roda-gigante e tirolesa, ficam no cardápio, só que com estratégias de distanciamento na entrada. Fora isso, haverá mais pias para lavar as mãos e seguiremos as normas estabelecidas, que podem incluir a exigência do passaporte da vacina”.

“Love For Sale”: Álbum de Lady Gaga e Tony Bennett está elegível ao Grammy?

Lady Gaga e Tony Bennett lançaram seu novo álbum de jazz em 1º de outubro, um dia após o fim do período de elegibilidade do Grammy 2022. Mesmo assim, “Love For Sale” poderá concorrer à premiação graças a um “detalhe técnico”. A informação foi confirmada pela Billboard.

É que embora tenha sido lançado dia 1º de outubro em CD e formato digital, “Love For Sale” foi disponibilizado em fita cassete em 30 de setembro – último dia do período de elegibilidade do Grammy 2022. Com isso, o álbum poderá concorrer na edição do ano que vem.

Ouça “Love For Sale”:

Lady Gaga diz que “deveria ser” Amy Winehouse cantando com Tony Bennett

Após o aclamado “Cheek to Cheek”, Lady Gaga e Tony Bennett se uniram em um segundo álbum de jazz, o “Love For Sale”, que chegou na última sexta-feira (1º). A cantora, no entanto, acredita que a história da parceria seria diferente se Amy Winehouse estivesse viva.

Gaga acredita que se Amy estivesse viva, seria a cantora britânica quem estaria gravando álbuns de jazz com Tony Bennett, em vez dela.

“Eu penso bastante nela quando estou cantando com Tony Bennett. Eu acho que deveria ser ela. Acho que, se ela estivesse aqui, seria ela com ele, sabe?”, disse a cantora em entrevista a Zane Lowe na Apple Music.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio