ladygaga
A cantora estadunidense Lady Gaga (FOTO: Divulgação)

Lady Gaga foi tema da reportagem de capa da nova edição da revista Elle. Além de participar da sessão de fotos, a cantora concedeu uma entrevista bem íntima à apresentadora Oprah.

Tema recorrente nas entrevistas da cantora, Gaga resolveu abordar o delicado assunto de saúde mental. A cantora comentou que costumava sofrer automutilação e foi bastante franca a respeito disso.

Na verdade, eu nunca me abri sobre isso, mas acho que é importante que as pessoas saibam e ouçam: eu fui uma automutiladora por muito tempo, e a única maneira de parar de me machucar era mostrando às pessoas que estava com dor, em vez de dizer a elas e pedir ajuda. ‘Ei, estou com vontade de me machucar’. Depois, alguém ao meu lado disse: ‘Você não precisa me mostrar’”, relembra a cantora.

VEJA TAMBÉM: MC Gui é acusado de maltratar outra criança com câncer

Lady Gaga, então, explica o conselho que recebeu e acabou mudando sua vida: “Apenas me diga: o que você está sentindo agora? E então eu poderia apenas contar a minha história. Eu digo isso com muita humildade e força; Sou muito grata por não fazer mais isso e desejo não quero glamourizar”, afirma.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é elle-gaga07-640x800.jpg

Lady Gaga também resolveu dar um conselho a quem sofre do mesmo sintoma, impedindo tais pensamentos. “Uma coisa que eu sugeriria às pessoas que lutam com a resposta ao trauma ou com questões de automutilação ou ideação suicida é, na verdade, gelo. Se você colocar as mãos em uma tigela de água gelada, isso choca o sistema nervoso e o traz de volta à realidade”, afirma.

Para conscientizar as pessoas a respeito da importância de cuidar da saúde mental, Lady Gaga criou sua “Born This Way Foundation”. A missão da instituição é dar suporte aos jovens que sofrem com tais sintomas, focando na superação e também reforçando campanhas por escolas nos EUA.