latino musica
O cantor carioca Latino (FOTO: Reprodução)

O cantor Latino fez um grande sucesso na década de 90 e início de 2000. Suas músicas estão na boca do povo até os dias de hoje, mas não só isso, as polêmicas envolvendo o cantor, também é um fator que faz o artista permanecer em evidência. Leo Dias o entrevistou e ele comentou algumas destas polêmicas.

Latino afirma que era viciado em sexo e chegava transar 10 vezes por dia. Falou que precisou ser internado para cuidar do vício. O artista revelou que foi à falência três vezes após o sucesso. Latino era viciado em apostar em corrida de cavalos, por causa disso, perdeu tudo. Ele precisou vender tudo o que tinha para se reestabelecer. “Vendeu carro, casa, terreno, tudo o que tinha. Ficou pobre mesmo”, afirmou Leo.

VEJA TAMBÉM: Manu Gavassi vai ao banheiro no BBB e tem intimidade exposta: “Acabou com minha carreira”

Agora uma curiosidade que muitos não sabem. O nome Latino foi concretizado quando o cantor morava nos Estados Unidos. Roberto de Souza Rocha “nome de batismo” chegou roubar carros no país e foi extraditado para o Brasil após ser preso.

Ouça a entrevista abaixo:

LATINO LANÇA MÚSICA PARA AJUDAR NO COMBATE AO CORONAVÍRUS

Sempre irreverente e ousado, o cantor Latino aproveitou o momento de reclusão para gravar o videoclipe de seu novo single “Lili”, feito apenas com o uso de celular. A faixa conta com composição de Latino, Dalmo Beloti e Nildomar Dantas, e chega às plataformas digitais nesta sexta-feira (3). 

Contando a história de DJ Lulu, vivido pelo influencer Julio Prominentt, o videoclipe de “Lili” ainda conta com participações da namorada Rafaella Ribeiro, como “Lili” e os amigos do cantor, DJ Dennis, Fabio Souza, Christovam Neumann, Heidy Renata, Guilherme Dames e Gabriela Teixeira.

“Durante o isolamento, tivemos a ideia de fazer do limão uma boa limonada. Reuni a turma que estava comigo e inventamos um personagem para cada um, pegamos um celular e começamos a gravar. Nossa intenção é divertir as pessoas e mostrar que a música pode tornar as coisas mais leves. Além disso, o dinheiro arrecadado com a monetização do clipe, vamos doar para alguma causa emergencial do COVID-19”, destaca o cantor.

O roteiro feito à quatro mãos por Latino e Rafaella Ribeiro teve a direção geral e captação de imagem de Edvaldo Neto, produção musical de Latino, Dalmo Belloti e Dalton Max, mixagem e masterização de Paulo Jeveaux (estúdio USA), fotografia de Danni Ferreira e edição final de Chillebeats.