Latino presta depoimento na delegacia após dizer que ‘macumba’ matou seu macaco

Segundo o site, ele foi convocado para prestar depoimento

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Latino se envolveu em uma polêmica após ser alvo de uma queixa sobre sobre intolerância religiosa, e segundo informações de Fábia Oliveira, do “O Dia”, ele foi convocado para prestar depoimento.

Segundo o site, o cantor foi convocado a comparecer à Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância – DECRADI, na tarde da última quinta-feira (6), para prestar depoimento.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Latino esteve na delegacia, onde prestou esclarecimentos sobre a denúncia realizada pela Secretaria Municipal de Cidadania, após as declarações sobre a morte de seu macaco, Twelves.

Em uma entrevista a um podcast, que aconteceu em 14 de abril, Latino acusou as religiões de matrizes africanas pela morte de seu animal de estimação. 

“Dizem que foi macumba. Que os caras fizeram trabalho pra mim e o macaco foi no meu lugar. Quem conhece o mundo espiritual aí pode dizer melhor. É o que uma médium e um profeta me falaram. ‘Fizeram um bagulho pra tentar levar tua vida e ele pediu pra ir no teu lugar’. O macaco nunca saiu de casa, tomava café comigo, tinha uma vida como se fosse filho. Fiquei muito mal”, disse o cantor.

Outra fala do cantor foi enviada à delegacia. “Nessa parada de centro espírita, nesse bagulho de macumba, os caras fazem trabalhos pesados pra infernizar a vida do outro. E aí fizeram um trabalho, sei lá, de ebó… Sei lá que porra que chama essa merda de ‘macumbaria’. Eu não acredito nessa porra. Ficar falando da vida alheia. A gente vê muito no meio artístico”, disse.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio