marisa monte
A cantora e compositora carioca Marisa Monte (FOTO: Reprodução)

Um laudo pericial feito por determinação da Justiça apontou que o governador João Doria, do PSDB, violou direitos autorais de Marisa Monte e Arnaldo Antunes na época em que era prefeito de São Paulo. Artistas pedem R$220 mil de indenização.

Em 2017, o então prefeito utilizou as redes sociais para publicar um vídeo sobre a inauguração de um campo de futebol no Parque Ibirapuera, em São Paulo. Nas imagens, Doria aparece ao lado do ex-jogador Ronaldo Nazário, enquanto ouve-se ao fundo a música “Ainda Bem”, composta por Marisa Monte e Arnaldo Antunes.

“O vídeo possui o claro intuito de promover a imagem pessoal de Doria”, disse o advogado que representa os artistas à Justiça. “Cabe ressaltar que Marisa Monte nunca autorizou nem jamais autorizaria o uso de sua voz ou mesmo interpretaria qualquer canção para qualquer publicidade, de qualquer segmento que seja, muito menos político-partidário.”

Já o governador se defende alegando que não escolheu voluntariamente a música, ela apenas estava tocando no momento em que o vídeo foi gravado, sem que ele percebesse. “A música, com o devido respeito à obra e criação, não guarda nenhuma relação com as imagens e nem com as palavras proferidas pelo governador”, afirmou o advogado de Doria.

VEJA MAIS: Em A Fazenda, Jojo Todynho sente falta de sexo e pede brinquedo erótico

Mas, no laudo judicial, a perita Beatriz Monteiro afirma que como o vídeo foi divulgado por Doria em suas redes sociais, ele deveria ter pedido autorização antes de usar e, mesmo que o vídeo tenha sido gravado em um evento público “Houve a edição de vídeos, e foi mantida a trilha sonora, contendo a reprodução parcial da música, que nesta forma requereria autorização”.

A Justiça ainda não se decidiu sobre o caso e João Doria poderá contestar o laudo.