anitta
A cantora fluminense Anitta (FOTO: Reprodução)

Em maio deste ano, a briga entre Anitta e Leo Dias foi um dos assuntos mais comentados na web. Mas, parece que o conflito está longe de terminar, já que o jornalista protocolou na Justiça um processo por danos morais contra a carioca.

A ação foi registrada em 2 de novembro na Vara Cível da Comarca do Rio de Janeiro. Nela, o jornalista afirma que a funkeira espalhou mentiras que lhe trouxeram inúmeros prejuízos, como a perda de emprego, e agora pede indenização de R$ 142,5 mil. De acordo com a defesa de Leo Dias, Anitta teria cometido crimes de calúnia e difamação ao publicar uma série de vídeos o acusando de ameaça e extorsão.

Leo Dias volta a falar de Anitta: 'Me fez ser demitido' - Fofocas dos  Famosos - iG
Anitta e Leo Dias (Foto: Reprodução)

Anitta já foi amiga íntima do jornalista, mas a relação teria azedado depois que ela desmentiu publicamente uma nota publicada por ele. Na publicação, o jornalista havia relatado os motivos que fizeram mãe da artista, Miriam Macedo, deixar de morar com sua filha. Em seguida, a cantora se pronunciou dizendo que tudo se tratava de uma ‘fake news’, o que não agradou Leo Dias.

Então, o jornalista divulgou uma série de áudios mostrando que Anitta atuava como sua informante. Nas mensagens gravadas, a funkeira aparece criticando ou divulgando informações sobre diversos artistas brasileiros, como Ivete Sangalo, Preta Gil, Simone e Simaria, Marina Ruy Barbosa entre outros.

Após a sequência de vazamentos, a carioca veio novamente a público através do Instagram para acusar Leo Dias de crimes de ameaça e extorsão.

VEJA MAIS: Após críticas por repetir sandália, Luísa Sonza usa sapato de luxo em premiação

No processo, os representantes de Leo Dias também alegam que o ocorrido levou o jornalista a experimentar dor e sofrimento, já que ele ainda sofre ataques dos fãs da artista.

“As ofensas feitas pela requerida [Anitta] ao requerente [Leo], em redes sociais, ofenderam a sua honra, sua dignidade e profissionalismo, o que gera direito à indenização por danos morais, já que o levou a experimentar dor e sofrimento íntimos, expondo-o também à formação de juízo comum diverso do que deveria ostentar, e pior o fez perder seu emprego no portal UOL, onde recebia o valor de R$ 47,5 mil mensais. Além de até hoje, quase seis meses depois, o requerente ser ofendido quase que diariamente em suas redes sociais por fãs da requerida”.