anitta
A cantora fluminense Anitta (FOTO: Reprodução)

O jornalista Bruno B. Soraggi entrevistou o colunista Léo Dias, do portal Metrópoles e ex-UOL, na coluna de Mônica Bergamo da Folha de S.Paulo. Durante o bate-papo, o colunista falou sobre sua rixa com Anitta, assunto que movimentou o noticiário de famosos na última semana, despertando supostamente o interesse da Netflix e virando até vídeo do Porta dos Fundos.

No bate-papo, Leo revela que sua própria irmã se voltou contra ele após o jornalista divulgar que Anitta teria ficado com diversos funcionários de uma mesma rádio: “Quando eu falei que a Anitta ‘deu’ pra rádio FM O Dia inteira, a minha irmã, que é feminista, teve um ataque. Gritava comigo no telefone. Bloqueei ela”, conta o jornalista. O ex-jornalista do Fofocalizando foi criticado por quem viu nas informações uma tentativa de atribuir promiscuidade à imagem da artista e, assim, desmoralizá-la.

Ainda no bate-papo, Leo Dias revelou que possui mais “podres” de Anitta mas, que não pretende divulgá-los e admite que sim, acredita ter passado dos limites.

“Tenho muito mais coisa [guardada sobre Anitta], mas prometo que não vou usar. Aliás, nem quero. Essa história está encerrada. Acho até que passei dos limites na hora da raiva”, diz ele no texto. “Saio dessa história arrasado, triste, decepcionado comigo mesmo. Como fui tão inocente? O cara mais ‘temido’ do país caiu na lábia de uma ‘mina louca’. Eu que me achava tão esperto…”, segue a mensagem.

Para ler a entrevista completa clique aqui