Linn da Quebrada (FOTO: Reprodução)

O estilista Apolinário relatou sua experiência com diversas artistas do meio LGBT, como as drag queens Gloria Groove e Pabllo Vittar e as cantoras Urias e Linn da Quebrada.

Sobre Linn, ele havia dito: “O que rolou foi, ninguém queria emprestar o bagulho e estava caro para alugar. Fizemos juntos essa coleção eu e Gabriel Carneiro e ele também fez outras coisas, as coordenações e teve os looks coordenados da Jup [do Bairro]“.

Teve esse retorno com feat. Eduardo Replay e na bola de meia eu descobri que ela [Linn] tinha descartado as minhas coisas ou não fazia ideia de onde estavam”, continuou.

Quando eu fui realmente questionar com mais força e perguntar sobre meus bagulhos, ela ficou metendo o louco pra cima de mim durante três meses seguidos falando que ia pedir pra fulano olhar, que beltrano foi demitido e três meses a Linn ficou assim“.

E finalizou: “Eu mandei um áudio bem malcriado e desliguei a amizade, só que durante esse processo da Linn eu estava terminando de confeccionar a minha coleção para desfilar na Casa dos Criadores e que eu fui limado por conta da L. É outra treta que quero muito contar, me entristece muito, mas isto irei cobrar de outro jeito“.

POSICIONAMENTO DA CANTORA

Se posicionando sobre o relato, Linn da Quebrada fez um desabafo no Twitter: “O que o Apolinário diz sobre mim é mentira. Eu, sinceramente, estou cansada desse assunto que vai e volta diversas vezes, por mais que eu tente resolver“.

Eu não digo que ele é louco e nem duvido do seu potencial criativo e intelectual, mas não concordo, de maneiro alguma, com o que ele tem feito comigo há mais de 2 anos. Perseguição“.

VEJA TAMBÉM: Ruiva, Katy Perry lança vídeo de “Champagne Problems” para projeto visual

E continuou: “Em 2018, durante um certo período, trabalhei com Gabriel Carneiro como meu stylist. Na época, eles tinha uma relação e então chamamos Apolinário para que confeccionasse os looks que usamos na primeira tour para Europa“.

Eu paguei o Carneiro por esse trabalho. Paguei o que me foi pedido (…). Algumas peças se perderam na viagem. Na época ficou tudo bem, até por que pelo que tínhamos combinado, eu ficaria com os looks“, relevou.

Ela ainda contou que o estilista cobrou os vestidos que se perderam e ela pagou e ele prometeu que não falaria mais dela – o que não aconteceu.

Para finalizar, Linn pediu: “Espero que vocês deixem de me cobrar por algo que não devo“.

Gloria Groove, Urias e Pabllo Vittar ainda não se posicionaram sobre o assunto.