Little Mix grava “Señorita”, sua parceria com Luis Fonsi

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma informação envolvendo o grupo Little Mix foi divulgada pela Amazon por meio do dispositivo Amazon Echo. Segundo informações da loja virtual, que possui uma parceria com inúmeros artistas para publicar novidades e informações sobre eles, o grupo britânico Little Mix teria gravado uma parceria com o cantor porto-riquenho Luis Fonsi, responsável pelo maior hit de 2017, a canção “Despacito”.

Num vídeo que já vem sendo compartilhado pelas redes sociais, é revelado em formato de quiz, sobre a participação de Luis Fonsi numa música do Little Mix chamada “Señorita”. Vale lembrar que esta é a segunda colaboração não divulgada do grupo com um grande artista latino. A primeira parceria, que seria com o colombiano Maluma, chegou a ser confirmada recentemente por Leigh-Anne em entrevista ao POPline, mas foi descartada do álbum “LM5”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

https://twitter.com/HereLittleMix/status/1081849018794283008

Ainda não existe nenhuma confirmação oficial sobre a colaboração do Little Mix com Luis Fonsi, caso ela chegue a ser lançada.

VEJA TAMBÉM: Dua Lipa divulga trecho de sua nova música “Swan Song”

Vale lembrar que o grupo Little Mix já havia feito uma participação na música “Reggaetón Lento (Remix)” com o grupo CNCO, cujos integrantes são de raízes latinas e cantam em inglês e espanhol.

Little Mix são comparadas a prostitutas e Lauren Jauregui as defende

A norte-americana Lauren Jauregui, ex-integrante do grupo Fifth Harmony, decidiu se manifestar sobre as polêmicas em torno do mais recente clipe do Little Mix. O quarteto foi criticado por uma radialista britânica por aparecerem nuas no videoclipe de “Strip”, música do novo álbum “LM5”.

“‘Little Mix ficam nuas e são rabiscadas com insultos’ Mais uma vez, jovens mulheres fingem que ficar nuas as empoderam. Não empodera. É apenas mais uma outra forma barata de se venderem. Mas eu acho que é uma boa mudança desse grupo de se vestir como prostitutas”, escreveu a radialista britânica Julia Hartley-Brewer.

Após a crítica causar grande repercussão na web, Lauren Jauregui saiu em defesa das cantoras britânicas: “Se sua intenção é o empoderamento das mulheres, que tal você não se incluir na lista de misóginos que julgam o que é apropriado o bastante para ser ‘aceitável’. Todas as formas merecem respeito. Elas não são menos empoderadas por causa de suas escolhas de roupas. Não seja maliciosa, elas estão gostosas.”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio