marilia
A cantora goiana Marilia Mendonça (FOTO: Reprodução)

Um mês depois de sua primeira live, que alcançou recordes de audiência com mais de 3 milhões de espectadores simultâneos, Marilia Mendonça fez na noite de sábado uma nova performance ao vivo em seu canal no YouTube. “Quero convidar todos os gados do Brasil e do mundo”, iniciou ela. Logo depois, a cantora chegou a tocar um berrante para brincar com o apelido carinhoso que ela deu aos seus fãs.

Durante o evento virtual, que registrou o pico de 2,2 milhões de internautas, simultaneamente, Marilia revelou preocupações com a censura do YouTube após dizer um palavrão ao tentar explicar a letra de uma de suas músicas, “Amante Não Tem Lar”.

VEJA TAMBÉM: Apoiador de Bolsonaro, Gusttavo Lima fala sobre “cura” do coronavírus e causa polêmica

Vou falar uma coisa sobre essa música. É uma composição minha. Muita gente me questiona: ‘Poxa, Marilia, você colocou toda a culpa em cima da mulher’. Mas essa música é para representar que a mulher é tão fo*a, tão fo*a…”, dizia ela.

A seguir, a cantora percebeu o pequeno detalhe no seu vocabulário e perguntou a alguém nos bastidores. “Pode falar isso? Se eu falar isso, a minha live vai cair ou não? Ah, não tem problema não, né? Vai saber, né? Tudo tem problema agora”, alfinetou a artista em relação às polêmicas proibições impostas principalmente pelo CONAR após as lives de alguns sertanejos. Na transmissão, a artista também agradeceu à ex-BBB Gizelly Bicalho pelos fãs da advogada que fizeram doações ao evento virtual. A jurista acabou publicando um vídeo nas redes sociais “surtando” após ser citada pela estrela goiana na live musical.

Ainda na live, o perfil oficial de Marília Mendonça no Twitter acabou pedindo desculpas aos fãs por qualquer brincadeira ou comentário que possa ter sido ofensivo durante o evento. O perfil da artista foi administrado pontualmente pelo influenciador e comediante alagoano Alvaro Xaro.

A rainha da sofrência apresentou sucessos, como “Todo Mundo Vai Sofrer”, “Apaixonadinha”, “Não Casa Não”, “Infiel” e “Traição Não Tem Perdão”.