Os cantores goianos Zezé Di Camargo e Luciano (FOTO: Reprodução)

O livro Zezé e Luciano – A Reportagem Proibida de Edna Santos foi censurado em 2006 e teve que ser recolhido de todas livrarias cinco dias após a publicação.

Em artigo escrito para o Observatório de Imprensa, na época, a jornalista contou: “Publiquei um livro onde revelo os bastidores da trama armada pela dupla para me jogar numa prisão em São Paulo, acusando-me de extorsão. O livro prova a minha inocência e esclarece que a história começou quando denunciei Luciano por esbofetear um adolescente no centro de Goiânia e não aceitei o dinheiro que ele me ofereceu para abafar o caso”.

“As revelações são muitas e todas documentadas, a exemplo de Zezé ter contratado um pistoleiro para me matar. Essa denúncia foi feita à imprensa local pela juíza de Direito Camercy Rosa, que não me conhece pessoalmente. A dupla conseguiu censurar o livro e, pasme, mandou até recolher jornais que falavam de seu lançamento, tudo via judicial. Contudo, temo pela minha vida e a de meu filho pequeno”, continuou.

VEJA TAMBÉM: Fim da dupla com Zezé Di Camargo? Luciano se lança como cantor gospel

No artigo, ela ainda diz: “Tenho medo de que, passada a repercussão sobre a publicação e a censura do livro, os cantores queiram me matar. Eles já me ofereceram dinheiro várias vezes em troca do direito autoral e eu não aceitei. O livro não faz apologia ao preconceito sexual, como os irmãos alegam (tanto é verdade que eu revelo nele ter sido casada com um bissexual). O medo da dupla é o público conhecer sua face desumana, um caráter que segue apenas uma palavra de ordem: o poder do dinheiro”.

Agora, em conversa ao Movimento Country, Edna disse: “Na época, eu não aceitei o dinheiro que ele me ofereceu para abafar o caso e acabei publicando a matéria. Foi quando uma frase que eu escrevi gerou revolta na dupla sertaneja: ‘Pela selvageria do cantor (Luciano), ele parecia um bissexual não assumido’”.

O livro foi liberado pela Justiça para voltar a circular no fim do mês passado. No site ‘Edna Santos Sem Censura‘, está escrito: “A autora Edna Santos expõe os perigos expostos aos jornalistas não submissos à ditadura econômica e conta por que a prisão, ainda que especial, é o pior deles!”.

FOTO: Reprodução