Longe da web após ataques, Luisa Sonza já tem data pra voltar aos palcos

Cantora fará uma performance ao vivo de "Atenção" ao lado de Pedro Sampaio

Publicado em 29/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Distante das redes sociais desde os ataques sofridos envolvendo a morte do filho do seu ex-marido Whindersson Nunes, a cantora Luisa Sonza já tem data para voltar aos palcos. E será ainda nesta semana!

A gaúcha se juntará ao hitmaker Pedro Sampaio para uma performance no próximo dia 2 de julho. Os artistas apresentarão seu novo single “Atenção” e fãs serão escolhidos para assistirem à performance ao vivo.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Saiba mais detalhes de como participar clicando aqui!

Luisa Sonza quebra o silêncio sobre ataques após morte do filho de Whindersson

Luisa Sonza falou pela primeira vez sobre os ataques recebidos na web após a morte do filho recém-nascido do seu ex-marido Whindersson Nunes. Numa entrevista para a revista Elle, a cantora falou sobre o preço que paga por ser famosa e reiterou mais uma vez que não traiu o antigo companheiro enquanto eles eram casados.

“Não quero ser atacada na rua, não quero ver meu caráter sendo reduzido a nada, não quero que minha família sofra diariamente, não quero que meu namorado sofra sem ter culpa nenhuma, não quero que meu ex-marido sofra com isso também. Ninguém deve pagar esse preço por viver o seu sonho. Só que, depois desses últimos acontecimentos, dessas ameaças, ficou incontrolável. Eu venho há um ano postando um pouco sobre isso, dizendo parem, gente, eu não traí. Até que chegou um momento de desespero. Eu estava sentada no chão do meu quarto tendo uma crise, abri os stories e pedi para as pessoas pararem: “Parem! Eu não aguento mais!” E aí, desse jeito, acabei me pronunciando mais diretamente pela primeira vez”.

VEJA MAIS: Site expõe dossiê sobre supostas traições de Nego do Borel; confira!

Luisa Sonza também aproveitou para explicar que não pretende voltar às redes sociais em breve e que deseja dar um tempo do mundo digital.

“Por sorte, o meu assessor digital e a minha assessora estavam na minha casa no momento. Eu estava no quarto, eles abriram a porta e me tiraram do chão, com o celular nas mãos. Eles me acolheram naquela hora. Em um primeiro momento, fui afastada das redes sociais mesmo, porque estava em crise. E agora excluí todas elas do meu celular. A minha equipe é que fica olhando e me mandando várias mensagens carinhosas. Agora não estou com cabeça para lidar com a internet novamente. Preciso realmente cuidar um pouquinho da minha saúde mental. Estou há dias sem mexer nisso, com acompanhamento psiquiátrico e psicológico, e já me sinto bem melhor. Eu sou uma jovem de 22 anos, cria das redes sociais, uso como uma grande ferramenta de trabalho e ali realizo meu sonho de ter contato com meus fãs e de ver a minha música. É tudo junto. Mas não sei quando vou voltar a mexer na internet como era antes, aquela coisa todo dia, o dia inteiro, como uma jovem qualquer. Depois dessas últimas ameaças, não vejo mais sentido em ter que ver tudo isso. Preciso me cuidar para também tranquilizar a minha família. E tenho que pensar na minha equipe e na família do Victor. Sandra, a minha sogra, de um ano pra cá, viu o filho tendo o trabalho e o sonho prejudicados por nada. Isso ultrapassa qualquer coisa que eu já tenha visto. O que é isso? É uma coisa chocante? Desesperadora? Qual a palavra pra isso?”.

Luisa Sonza também explicou que teve de mudar a data de lançamento do seu segundo álbum em estúdio cujo nome foi confirmado como “Doce 22”.

Você acabou adiando também o seu novo álbum, às vésperas do lançamento.

“Ele seria lançado dia 22 de junho – eu soltaria a primeira divulgação no dia primeiro. Mas chegou um ponto em que tive que parar para processar tudo. É um álbum que escrevi e produzi. Um trabalho que levou 14 meses e que me fez crescer e me conhecer. Hoje estou mais consciente do que sou e do quero como artista. Foi um processo muito artesanal. Fiz questão de ter instrumentos orgânicos, por exemplo. Ele vai ter 28 instrumentistas, com violino vindo da Rússia e um dos melhores pianistas do Brasil. E também vai ter várias raízes minhas, do pop dos anos 2000, em uma homenagem estética ao universo Britney e Christina, à música nativista gaúcha, passando por rock e Elis Regina. Vai ter singles e clipes. Mas sonho muito que as pessoas prestem atenção nele inteiro. Nesse álbum, eu apareço dividida. No lado A, estou fortona e, no lado B, vou ladeira abaixo. Com quase 23 anos, estou colocando um pezinho na vulnerabilidade. Quando eu melhorar, ainda não sei quando, vou vestir a minha capa de Luísa Sonza, a persona, para lançar o álbum e as outras coisas, mas depois vou ficar um pouquinho afastada. Caso contrário, não vou aguentar. Agora estou um pouco triste ainda pra fazer isso”.

PARA LER A ENTREVISTA COMPLETA CLIQUE AQUI

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio