luansantana
O cantor sul-mato-grossense Luan Santana (FOTO: Reprodução)

Neste sábado, Luan Santana participou do ‘Caldeirão do Hulk‘. Em determinado momento, quando falou com um fã o cantor chegou a chorar. Também admitiu para Luciano Huck que enfrentou um pesadelo no início da pandemia.

De acordo com o cantor, ele teve uma ajuda essencial neste momento díficil, do padre Fábio de Melo. Ele e a noiva Jade Magalhães também falaram que a relação ficou mais forte durante a quarentena.

Tem sido bom pra gente, porque a gente nunca passou tanto tempo junto. Acho que agora a gente está realmente se conhecendo. Consolidou mesmo, acho que essa é a palavra“, disse a modelo, ao responder o apresentador.

VEJA TAMBÉM: Vídeos sensuais de Anitta são publicados em site pornô

Mesmo concordando que a convivência do casal melhorou, Luan disse que foi um baque ficar sem a rotina de shows: “De um dia para o outro cancelou tudo, não tem mais show, não tem mais show, não tem mais nada. Parecia que eu estava vivendo um sonho, um pesadelo na verdade“.

Sabe quem me ajudou muito? O padre Fábio, ele me ajudou muito. Eu tenho uma amizade muito forte com ele. Falamos vários dias direto. Ele me ajudou a organizar as ideias, os pensamentos, para levar isso da melhor forma“, explicou.

Após esse bate-papo, Luan Santana se emocionou ao conversar virtualmente com a fã Angela Naiara, que é moradora de uma comunidade quilombola na Bahia. O artista tinha visto a jovem cantando a música Choque Térmico em uma plantação de sisal, falando do sonho de ser cantora.

Me veio muito na cabeça o quanto a minha música faz diferença na vida dos meus fãs. Eu comecei a cantar com a sua idade, eu gravei Meteoro aos 17 anos. Me emociona muito o fato da sua mãe, ao ver o Luciano, falar ‘eu tinha certeza que um dia isso ia acontecer’. Você me emocionou muito com a sua voz, sua história, seu jeito“, falou Luan Santana. Em seguida, os dois cantaram virtualmente juntos em um clipe no encerramento.