Lucas Lucco faz desabafo após caso de mulher trans espancada: “É uma causa urgente”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na última quarta-feira (17), o cantor sertanejo Lucas Lucco se solidarizou com o caso de mulheres trans espancada. Ao dar de cara com a publicação da ex-BBB Ariadna Arantes, que denunciava a situação, o cantor foi até às redes para mostrar apoio e alertar sobre a violência contra pessoas transexuais.

A publicação de Ariadna falava sobre Cibelly Pâmela, mulher transexual espancada por sete homens, em um bloco de Carnaval deste ano em Belo Horizonte (MG). Cibelly ficou paraplégica e perdeu a fala.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No store da sua rede social do Instagram, o sertanejo diz que se comoveu ao saber do sofrimento da família de Cibelly: “Fiquei muito chateado. Acho que dando esse tipo e informação, a gente pode acordar as pessoas, alertar para esse tipo de violência. Quanto mais pesquiso, mais entendo o quanto é preocupante a violência contra a pessoa transexual no nosso país“.

Isso é atual, está acontecendo agora. Dentre as várias situações que a gente tem de resolver no Brasil e no mundo, essa é uma delas e é muito preocupante. É uma causa urgente“, alertou o cantor.

VEJA TAMBÉM: Musa do forró, Juliana Caetano viraliza em vídeo de sutiã: “Símbolo sexual”

O Brasil é o país que mais mata pessoas trans no mundo. Só em 2019, 124 pessoas transgênero foram assassinadas em terras tupiniquins, segundo a ANTRA (Associação Nacional de Travestis e Transexuais).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio