Ludmilla quer ajudar mãe de Samuel Vicente, jovem morto em ação da polícia

Cantora pediu ajuda para encontrar a família do adolescente

Publicado em 27/09/2021 23:40
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ludmilla se comoveu com a morte de Samuel Vicente, de 17 anos, baleado durante uma operação no Complexo do Chapadão, na zona norte do Rio de Janeiro. Em seu perfil no Twitter, a cantora afirmou que “quer dar um enterro digno pra ele” e pediu ajuda para encontrar a mãe do adolescente.

“Hoje cheguei em casa na hora do jantar, a tv tava ligada no jornal e começou a passar a história do Samuel Vicente. Eu perdi a fome e chorei com a covardia e sofrimento que a mãe desse menino está passando”, começou a cantora.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“O enterro dele já foi adiado por falta de verba e eu quero muito ajudar a mãe desse menino a dar um enterro digno pra ele, alguém pode me ajudar a achar a família do Samuel?”, pediu a cantora.

No último sábado (25), durante uma ação da polícia, Samuel e seu padrasto, Willian Vasconcellos da Silva, de 38 anos, foram mortos. Segundo informações do G1, ambos foram atingidos por disparos efetuados pelos policiais. A Corregedoria da Polícia Militar está investigando o caso.

Festão de Ludmilla gera confusão em condomínio de luxo no Rio

Ludmilla teve seu nome envolvido em mais uma polêmica neste fim de semana. De acordo com a colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, a funkeira fez uma festa no luxuoso condomínio no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, que terminou em confusão com os vizinhos.

Em áudio divulgado pela coluna, um dos condôminos reclama que os convidados da cantora usaram e estragaram a bicicleta de sua esposa. O morador ainda fala sobre o som alto fora do horário permitido. Ele ficou tão indignado com a situação que prometeu abrir um boletim de ocorrência contra Ludmilla.

“Temos provas mais do que suficiente do que aconteceu aqui no condomínio. Em um dos vídeos aparece até os convidados da festa sobre a bicicleta da minha esposa. Detesto esse tipo de coisa, mas infelizmente terei que ir à delegacia comunicar, porque ninguém da casa, seja a pessoa que está alugando ou o responsável, veio até mim pedir desculpas e se oferecer para consertar a bicicleta, então terei que ir à delegacia. Mas eu acho muito importante que cada morador se doasse por 10 minutos para que fosse até a portaria e fizesse um comunicado pedindo uma satisfação sobre o ocorrido e a partir disso a gente voltar a ter segurança e tranquilidade no nosso condomínio”, diz áudio enviado ao grupo dos moradores no WhatsApp.

Procurada pela coluna, a assessoria de Ludmilla, afirmou: “Foi uma festa surpresa organizada pelos seus amigos em uma casa alugada. A casa não é dela, nem de nenhum de seus amigos, ela foi apenas convidada”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio