roberto carlos
O cantor capixaba Roberto Carlos (FOTO: Reprodução)

Iniciando a quimioterapia no Hospital Israelita Albert Einstein, Dudu Braga, filho de Roberto Carlos, desabafou sobre a terceira luta contra o câncer, descoberto na última sexta-feira (11).

“Meu pai ficou arrasado. Eu também, na verdade”, confessou. “Mas agora ele está para cima. Paizão é um cara para cima: ‘Meu filho, vamos acabar com essa bagaça aí’. Não foi bem esse o termo que a gente usou, foi um termo mais forte, mas vou poupar o ouvido de vocês”.

“Quando você tem um câncer, tem que esperar cinco anos para ver se está curado. Então, todo mês faço exames de sangue e a cada três meses faço um de imagem. Isso é absolutamente normal, e eu estou acostumado”.

O músico descobriu três pequenos tumores no peritônio, membrana que recobre a parede abdominal. Há pouco mais de um ano, ele teve tumor e um nódulo no pâncreas.

VEJA TAMBÉM: Luan Santana é nomeado de “Roberto Carlos da nova geração”

“Na semana passada, achei até que estava com Covid-19, porque estava meio resfriado. Tinha baixado um pouco minha resistência porque fez um friozinho na semana retrasada”, contou.

Esta semana, ele começou a quimioterapia: “Como vocês podem ver, estou bem. Claro que, quando você recebe essa notícia, o mundo vem abaixo. Mas é aquela história: não adianta ficar se lamentando. Tem que ir para cima para resolver, e foi isso que a gente fez”.

Cantando ‘É Preciso Saber Viver’, composição de Roberto e Erasmo Carlos, Dudu Braga disse: “Tratamento de quimioterapia não é fácil. Dá aquela derrubada mesmo. Para manter o ânimo é complicado. Mas a gente está aqui junto”.