A um dia dos protestos contra o presidenciável Jair Bolsonaro marcado em diversas cidades pelo Brasil, a cantor norte-americana Madonna decidiu se juntar à campanha contra o candidato à presidência. A artista que representa uma das maiores vozes feministas da indústria do entretenimento e uma das representantes mundiais mais ativas na luta pelos direitos LGBTs, utilizou a hashtag #EleNão numa publicação em seu Instagram, posicionando-se contra o Bolsonaro e contra o fascismo.

VEJA TAMBÉM: Cher decide apoiar movimento contra Bolsonaro no Twitter

Na imagem, Madonna aparece com uma fita adesiva tampando sua boca onde está escrito “freedom” (liberdade, em inglês). Além de utilizar frases como “Elenão vai nos calar”, “Elenão vai nos oprimir” e “Elenão vai nos desvalorizar”, a rainha do pop também escreveu “endfacism” na parte inferior da imagem (fim ao fascismo, em inglês).

VEJA TAMBÉM: Fãs resgatam entrevista de Ivete Sangalo sobre posicionamento político