madonna
A cantora norte-americana Madonna (FOTO: Reprodução)

A aguardada apresentação de Madonna no Eurovision pode não acontecer. Foi o que sugeriu o supervisor executivo do Eurovision. O profissional Jon Ola Sand declarou, numa coletiva de imprensa em Tel Aviv, nesta segunda (dia 13), que o acordo com a cantora ainda não foi firmado.

“Se não temos um contrato assinado, ela não pode se apresentar no nosso palco. É muito simples. Estamos negociando, estamos nos estágios finais disso, mas se não houver um contrato assinado nesta semana, ela não estará no palco”.

O supervisor do concurso musical lamenta que a negociação com Madonna tenha vazado para a mídia e conquistado tanta repercussão.

“Nós nunca confirmamos Madonna, pela simples razão de não termos um contrato assinado com sua equipe”, afirmou, “Infelizmente, há rumores sobre isso há muitos meses. Estamos em uma situação que é um pouco estranha. Temos uma artista que amaríamos que participasse, amaríamos tê-la no palco, mas precisamos ter mais segurança”.

VEJA TAMBÉM: Mel B afirma que nova turnê das Spice Girls lhe ajudou a lidar com problemas psicológicos

As notícias sobre Madonna no Eurovision vem sendo assunto na mídia desde janeiro. A rainha do pop faria uma performance com duas músicas no intervalo da final do concurso, em Israel. O site espanhol Formula TV ressaltou que a Rainha do Pop desejaria inclusive levar Maluma e Anitta para se apresentarem com ela no Eurovision. O concurso reúne artistas de mais de 40 países da Europa e Austrália e é considerado o maior concurso musical do mundo.

Mesmo assim, parte dos fãs da cantora chegaram a organizar uma campanha virtual para pedir que ela desista da ideia de cantar no Eurovision. A razão é o conflito entre Israel e Palestina. Existe inclusive, uma campanha em curso na web com grande repercussão chamada #BoycottEurovision2019.