Michael Jackson
O cantor norte-americano Michael Jackson (FOTO: Reprodução)

Em maio do ano passado, Madonna resolveu se manifestar sobre sobre as acusações de pedofilia contra Michael Jackson. O delicado assunto voltou à tona no primeiro semestre de 2019, por causa do polêmico documentário “Leaving Neverland”, com depoimentos inéditos das supostas vítimas Wade Robson e James Safechuck, que supostamente foram abusadas pelo cantor quando eram crianças.

A cantora revelou à revista Vogue que ainda não assistiu ao filme, mas afirmou que esse tipo de situação deve ser avaliada com muito cuidado. “Eu não tenho essa mentalidade de linchamento. Tive mil acusações feitas contra mim que não são verdadeiras. Então penso que as pessoas são inocentes até que se prove sua culpa” revelou.

Michael Jackson é música e Madonna inspira sexo - MJ Beats

Para Madonna, que já admitiu ter tido um caso com o cantor, esse tipo de acusação pode ainda esconder outros interesses. “É claro, as pessoas às vezes mentem. Sempre digo, o que as pessoas querem? Qual a agenda? Há pessoas pedindo dinheiro, existe algum tipo de extorsão? Eu levaria tudo isso em consideração”, revelou. Confira outras celebridades que apoiam o cantor e lhe defendem das acusações de abuso e pedofilia:

Diana Ross

A cantora foi ao Twitter em 23 de março de 2019 para se manifestar sobre o espinhoso assunto: “É isso que está no meu coração esta manhã. Acredito e confio que Michael Jackson foi e é uma força incrível e magnífica para mim e para muitos outros. PARE EM NOME DO AMOR.” Enquanto muitas celebridades mudaram de pensamento após o lançamento do documentário, algumas defenderam e continuam a defender a estrela ao longo dos anos.

Kanye West Was 'Like a Kid in a Candy Store' While Meeting Michael ...

Kanye West

No ano passado Kanye West pareceu tentar lançar alguma luz sobre o assunto durante uma série sobre seu grupo Sunday Service: “Eles querem a arte do artista. Mas, de depois qualquer ato errôneo, eles fazem documentários sobre ele. E então, eles virão com o documentário do Michael. Nós podemos curtir qualquer música que seja. Vamos em frente e tirar Vinci do Louvre. Vamos acabar com toda a arte.”

Já em junho deste ano, o rapper falou sobre o falecido rei do pop em entrevista à Pharrell Williams para a revista i-d. No bate-papo, West expressou sua admiração por Jackson e pela maneira como ele viveu e mudou a música, dizendo: “Michael Jackson estava fazendo discretamente paradas super gangsta e tal. Ele beijou a filha de Elvis Presley na MTV“. Após refletir sobre como Michael tinha uma mentalidade diferente da maioria dos negros do seu tempo, West ainda falou: “Michael estava fazendo coisas diferentes do que fomos programados para entender que era o que deveríamos fazer. Ele comprou o catálogo dos Beatles. Aquele era Michael Jackson, bem ali”.

West ainda saiu em defesa da estrela, dizendo: “Deveríamos ter algo que diga que não podemos permitir que nenhuma empresa derrube nossos heróis. Nem nos sites de fofocas, nas redes sociais e principalmente nos documentários.” West ainda se comparou ao Rei do Pop dizendo: “Eu penso que toda vez que a mídia não está feliz comigo, é como ‘Aqui vão eles. Eles vão vir e fazer oque fizeram com MJ.’ O que, de certa forma, eles tentaram fazer.

Alicia Keys

No ano de 2003, Alicia Keys também saiu em defesa de Jackson, dizendo à MTV News: “Estou chateado com a maneira como ele está sendo tratado na mídia. Acho que eles estão realmente tentando caluniar o nome dele, e acho realmente injusto para o público como ele contribuiu para a cultura americana desde o dia em que nasceu. Acho que ele merece muito mais que isso. Esta é a vida de alguém, e não acho que ele deva ser reduzido a uma piada. Ele é muito mais do que isso”. Alicia não voltou a falar publicamente sobre as alegações de abuso desde o lançamento do documentário.

Ne-Yo

Ne-Yo disse ao TMZ em fevereiro de 2019 que ele não iria assistir ao documentário e que o cantor “nunca fez nada de errado”. E quando perguntado se as acusações eram mentiras, ele disse: “Eu não sei e não me importo”. O músico acredita que tudo isso é um “assassinato do personagem” Michael Jackson, e foi citado dizendo que acredita que o escândalo em torno de Jackson não deve influenciar o amor das pessoas por sua música. “Não se trata da controvérsia“, disse NeYo no Us Weekly. “Não é sobre o julgamento. Não é sobre a morte dele. É sobre celebrar a vida dele. É sobre celebrar sua música. ”

Michael Jackson and Whoopi Goldberg, 1986 | Celebridades, My idol ...

Whoopi Goldberg

A atriz e apresentadora Whoopi Goldberg se manifestou sobre o cantor no programa “The View” em 2009, “Esse cara … sexo não faz parte do mundo dele, esta é a minha opinião. Eu nunca acreditei que sexo fosse parte do mundo de Michael. Para ele, machucar uma criança…ele preferiria machucar um adulto se quisesse machucar alguém, nunca machucaria uma criança”. A artista não fez comentários sobre “Leaving Neverland”.

Macaulay Culkin fala sobre amizade com Michael Jackson: "Fazia ...

Macauley Culkin

Macauley Culkin e Jackson se tornaram amigos quando o cantor conheceu a estrela de Esqueceram de Mim ainda na infância e o ator se manifestou sobre sua relação com o cantor no ano passado. “Quero dizer, no final do dia, é quase fácil tentar dizer que era estranho ou algo assim, mas não era, porque fazia sentido“, disse Culkin, citado pela Us Weekly por sua amizade com Jackson. “No final do dia, éramos amigos.”

Culkin não gosta quando as pessoas contestam sua relação com Jackson, pois ele nunca viu qualquer comportamento sexual inadequado, como alguns alegam sobre o cantor. Diz ainda que o cantor entendia como era ser famoso e trabalhar ainda criança. “Ninguém mais na minha escola católica tinha essa ideia do que eu estava passando, e ele era o tipo de pessoa que passara exatamente pela mesma coisa e queria ter certeza de que não estava sozinho. ” Como testemunha de Jackson em seu julgamento por abuso sexual infantil, Culkin assumiu a posição e firmemente declarou: “Eu nunca o vi fazer algo impróprio com ninguém”.

Piers Morgan

Piers Morgan

O jornalista e ex-apresentador da CNN e atual apresentador do Good Morning Britain no Reino Unido revela que o documentário não lhe impactou da mesma forma que aos seus colegas de profissão. Piers Morgan foi ao Twitter para declarar: “Interessante ver tantos jornalistas aqui aceitarem que tudo em #LeavingNeverland seja verdade, sem aplicar nenhum olhar questionador. Os dois acusadores mudaram sua história várias vezes e estão processando a propriedade de Jackson por centenas de milhões. Soa no mínimo desafiador não é mesmo?“.

Michael Jackson disse que sou o novo rei do pop', diz Aaron Carter

Aaron Carter

O cantor dos anos 90 e o irmão do Backstreet Boy, Aaron Carter, também deu sua opinião sobre o assunto no Twitter. “Se você falar mal de Michael Jackson, vou literalmente dar um soco na sua cara. Só estou deixando Wade e esse outro garoto falarem, mas tenho algo a dizer. Por que não fazer isso quando ele estava vivo?”, disse Carter em referência ao testemunho de Wade Robson e James Safechuck. “Por que não fazer isso quando ele estava sendo acusado de todas essas acusações de abuso sexual. Por que não fazê-lo e realmente indiciar um criminoso?”.

Apesar de sua defesa, o músico deixou uma declaração em aberto: “Michael era um cara muito bom, tanto quanto eu sei, um cara muito bom. Ele nunca fez nada que fosse inapropriado … exceto por uma vez. Havia uma coisa que ele fez que era um pouco inapropriada. Minha experiência pessoal com ele foi gentil, bonita, amorosa e acolhedora.”

Quando perguntado sobre seu comentário, Carter se recusou a revelar qualquer coisa e disse que os fãs teriam que esperar para “descobrir”, o que poderia ser. Desconfia-se que tal provocação seria apenas um truque para fazer as pessoas assistirem ao programa de Aaron ‘Marriage Boot Camp: Reality Stars Family Edition’ do qual ele fazia parte.

Nicole Richie

Nicole Richie

A filha de Lionel Richie, Nicole Richie, cresceu em torno de Jackson. Seu pai, Lionel, e o falecido superstar eram amigos. Ela disse ao Access Hollywood depois que o documentário estreou que “eles dormiam em grupo num mesmo quarto. Era como, absolutamente nada mais do que apenas um tipo adulto de querer ser criança novamente. Absolutamente nada aconteceu”.

michael jackson barbra streisand

Barbra Streisand

A cantora e atriz afirmou que os dois acusadores de Michael Jackson estavam “felizes por estar lá” (Neverland), como visto no documentário, e que, na opinião dela, significava que provavelmente não houve comportamento inapropriado do cantor. Ela chegou ao ponto de dizer na entrevista do UK Times: “Ambos se casaram e ambos têm filhos e isto não os matou“. Após a reação rápida e furiosa de internautas, Streisand pediu desculpas por seus comentários, mas não disse que não acreditava nos depoimentos das supostas vítimas. “Acho que culpo os pais que permitiriam que seus filhos dormissem com ele”, disse ela.

Filha de rapper admite trauma após exames anuais de virgindade

Rapper T.I.

O músico postou seus pensamentos sobre o documentário no Instagram. “Deixe esse homem falar por si mesmo para defender seu legado. Não ouça apenas um lado e espere encontrar a verdade. Oh, isso mesmo … Homens mortos não podem falar. Então, qual era o objetivo de novo? Destruir outra forte lenda histórica negra?!?! São vários exemplos de pedofilia na história americana … se e todos os nossos velhos palavrões … temos que examinar Elvis Presley, Hugh Hefner e muitos outros culpados, se não mais !!! Mas por que nós o tempo todo? Há uma agenda para destruir nossa cultura. “ (Confira o vídeo publicado pelo rapper abaixo).

Will.i.Am e o estoque de canções inéditas de Michael Jackson

WILL.I.AM

O líder do Black Eyed Peas will.i.am não hesitou depois que o filme foi ao ar para defender um ídolo dele. Ele falou com o The Evening Standard e disse que a repentina reação ao documentário é uma “campanha de difamação”. “Vivemos em uma sociedade muito, muito, muito, muito hipócrita, de duplo padrão e falsa“, disse ele à publicação britânica. “Posso citar milhares de outros produtos que ainda compramos, ainda usamos, pertencentes a pessoas que fizeram as coisas mais horrendas para as pessoas, milhões delas, e não retiramos seus produtos do mercado”.

Akon defende Michael Jackson - MJ Beats

Akon

Akon deu uma entrevista ao radialista Ebro na rádio Hot 97 sobre o assunto: “Isso é difícil de engolir porque eu o conheço e conheço muitas histórias de fundo… É uma loucura o quão cruel as corporações podem ser”, disse quando perguntado sobre a mudança da imagem de Michael Jackson de alguns anos para cá.

“Mike era um dos homens mais poderosos do mundo da música”, continuou ele. A partir daí, ele explicou como acha que Jackson se deu bem várias vezes ao longo de sua carreira, enquanto vários grandes players da indústria tentavam “empurrá-lo para fora”. Quando questionado sobre a “falha” de Jackson estar muito próximo de um número de crianças, Akon respondeu: “Mas não era nem uma falha, isso era tudo humanista e apenas ele amava as crianças”.

Ele disse: “Ele tinha um parque temático no quintal que é para crianças, mas era mais para si mesmo, porque ele nunca teve uma infância.Ao longo de sua infância, MJ foi pressionado pela indústria e por seu pai Joe Jackson, que também era seu empresário, a ser a maior estrela pop do mundo. Eu não sei se foi abusivo”, disse Akon quando foi questionado sobre a criação de Michael Jackson. “Foi uma preparação para quem ele deveria se tornar”.

Se ele acredita nas acusações contra MJ, Akon respondeu: “Eu sou realista, se Mike era um idiota ou ele era um pedófilo ou algo assim.. Eu não vou sentar aqui e defender, devo dizer diretamente: ‘Eu não fecho com esse cara’“. Ele continuou:” Não é diferente de R. Kelly. Eu conheço R. Kelly, mas quando descobri isso é o que era, eu diria a ele na cara dele: ‘Bro, você fodeu essa merda’. ”

Akon defendeu MJ, no entanto, acreditando que das muitas pessoas que lhe conheceram “genuinamente” ninguém viu sinais de que o cantor poderia ter sido abusivo em relação às crianças.