britney spears
A cantora norte-americana Britney Spears (FOTO: Reprodução)

Lynne Spears, já deixou claro que é contra a internação de Britney numa clínica psiquiátrica. A mãe da cantora vem curtindo comentários e postagens no Instagram sobre o movimento #FreeBritney. A campanha feita por internautas defende a teoria de que a cantora norte-americana foi internada contra sua própria vontade numa clínica de tratamento mental.

Mais recentemente, porém, Lynne chegou a curtir um comentário ainda mais polêmico. E foi no perfil de Jamie Lynn Spears, irmã da cantora. Um fã teria acusado Jamie Lynn de não estar ajudando a irmã: “Britney precisa de você e você não está fazendo nada. Pensei que você a amava, estava errado”. Esse comentário… tem o like da mãe das duas!

Na verdade, na versão oficial, Britney Spears teria se internado voluntariamente no mês de março pois estava muito abalada psicologicamente com o estado de saúde de seu pai, que quase chegou a morrer no ano passado e passou a exigir cuidados especiais em casa.

VEJA TAMBÉM: Jornal afirma que Adele pode lançar novo álbum até o fim do ano

Recentemente, porém, uma outra versão foi divulgada pelo podcast BritneysGram: Britney estaria internada desde janeiro, contra sua vontade, pois havia parado de tomar sua medicação psiquiátrica. Esta seria a real razão para o cancelamento da residência de shows “Domination”, que Britney já estava ensaiando para estrear em 13 de fevereiro.

Logo que o TMZ divulgou a notícia da internação da cantora, no início de abril, o namorado dela, Sam Asghari, compartilhou uma mensagem de apoio no Instagram. “Não é fraqueza, é um sinal de força absoluta, as pessoas só devem se inspirar com isso, pelo menos eu me inspiro”, disse. O ex-marido da cantora Kevin Federline também se pronunciou por meio de seu advogado Mark Vincent Kaplan: “Kevin parabeniza Britney por reconhecer que precisa dar um passo para trás e por lidar com a situação de uma maneira responsável”.