demi-lovato-2
A cantora Demi Lovato (FOTO: Reprodução)

Dianna De La Garza, mãe da cantora Demi Lovato, revelou ter passado dois dias sem saber se a cantora sobreviveria após a overdose sofrida por sua filha recentemente. “Foram dois dias em que não sabíamos se ela iria viver ou não”, revelou Dianna numa entrevista ao programa Newsmax TV. “Eu soube que estávamos em uma situação problemática quando me disseram que ela estava consciente, mas não estava falando”, explicou.

Ela estava péssima, mas falei com ela que estava lá e que a amava e ela me respondeu, a partir daí eu não me permiti mais achar que as coisas não estavam boas”, disse. Dois meses depois da overdose quase fatal, Demi Lovato segue se recuperando, mas permanece distante das redes sociais e afastada de aparições públicas.

VEJA TAMBÉM: Filho de Bolsonaro defende Anitta após cantora ser criticada por fãs

Sobre o estado de saúde da artista, Dianna De La Garza animou os fãs ao dizer que “Ela está indo muito bem, está feliz, saudável, está lutando por sua sobriedade e tendo toda a ajuda necessária””, afirmou. “Está recebendo a ajuda de quem ela precisa e isso me incentiva sobre o futuro dela e sobre o futuro de nossa família”.

Assista à entrevista:

Traficante da Demi Lovato poderá ser preso nos próximos dias

Recentemente, foi anunciado que o traficante de Demi Lovato não seria preso por vender drogas para a cantora, mesmo com o jovem admitindo em vídeo que foi ele quem forneceu as substâncias para ela. Agora segundo informações do site TMZ, a polícia de Los Angeles estaria com um mandado de prisão para Brandon Johnson.

A prisão porém, seria por conta de outro incidente que também envolve Brandon. Um juiz fez o pedido com base nos relatos de um caso onde o traficante foi pego portando cocaína e dirigindo sob efeito de bebidas alcóolicas no mês de junho.

VEJA TAMBÉM: Anitta recebe unfollow de fãs-clubes e seguidores após polêmica sobre Bolsonaro

Como ele não apareceu para a audiência na última segunda-feira, o Juiz do caso ordenou o decreto para sua prisão. Ao ser preso, sua fiança será de 26 mil dólares, o que resultaria em cerca de R$ 108 mil.

Vale lembrar que a polícia norte-americana não pode decretar a prisão do rapaz a partir do caso de Lovato, já que uma overdose é considerada “emergência médica” na lei americana.

Recentemente, o rapaz se defendeu alegando que a cantora sabia muito bem quais eram os riscos e consequências das substâncias que estava usando.