maluma
O cantor colombiano Maluma (FOTO: Reprodução)

Em um mundo repleto de colaborações musicais no topo das paradas, o ídolo global da música latina MALUMA está fazendo história com uma música solo, e sem o benefício de colaborações com outras estrelas. Este é o seu hit internacional “Hawái”, atualmente em #2 na parada Global Top 50 do Spotifytornando Maluma o artista latino com a posição mais alta na parada Global com uma música solo este ano. A conquista destaca a força do artista colombiano em nível internacional.

Adoro colaborar e unir forças nas canções, mas conseguir isso com uma música solo é outra coisa, algo incrível. Além do mais, ainda não acredito. Estou muito grato a todas essas almas de todo o mundo que dia a dia procuram e ouvem a minha música. Graças a eles ‘Hawái” está onde está”, disse Maluma.

O videoclipe de “Hawái” é o segundo mais visto no YouTube globalmente nas últimas 24 horas e já tem mais de 68 milhões de visualizações em seu canal oficial no YouTube em apenas três semanas.

VEJA TAMBÉM: Cartas de amor de Tupac Shakur e coroa de Notorious B.I.G. estão em leilão milionário

“HAWÁI” faz parte do novo disco do artista. Na sexta-feira, 21 de agosto, Maluma surpreendeu seus fãs com o lançamento de seu quinto álbum, intitulado “PAPI JUANCHO”. A notícia gerou euforia entre os fãs e se espalhou como um incêndio entre seus seguidores, que ultrapassam os 100 milhões em suas redes (Instagram, YouTube, Facebook e Twitter).

“PAPI JUANCHO” conta com 22 canções criadas durante este tempo de quarentena entre Medellín e Miami. O disco é o resultado de muitos anos de trabalho e da evolução do alter ego de Maluma, o “Dirty Boy” (de seu segundo álbum “Pretty Boy Dirty Boy”), que cresceu e agora é “Papi Juancho”.

Produzido por The Rude Boyz (Kevin ADG e Chan “El Genio”), com quem Maluma tem colaborado desde seu primeiro álbum (“Magia” em 2012), “PAPI JUANCHO” apresenta canções escritas por Maluma, junto com Edgar Barrera, Kevin ADG, Chan “El Genio”, Miky La Sensa, Vicente Barco, Juan Camilo Vargas, entre outros, e colaborações especiais com artistas do Reggaetón desde o seu início, bem como da nova escola, incluindo: Darell, Jory Boy, Justin Quiles, Lenny Tavarez, Myke Towers, Ñejo & Dalmata, Ñengo Flow, Randy, Yandel, Yomo y Zion.