O rapper paulista Mano Brown (Foto: Reprodução/Internet)

O rapper e compositor Mano Brown elogiou a disposição das torcidas de futebol em atos contra o atual governo.

Ao podcast “Meu Nome é Correria”, Brown elogiou: “[A união entre as torcidas] foi a melhor coisa que aconteceu… Nessa fase do começo de ano, nessa quarentena, nos movimentos sociais, foi a união das torcidas em torno de um bem comum e um bem maior”.

LEIA TAMBÉM: Grávida! Nicki Minaj posta foto com barrigão e confirma suspeitas de gravidez

Sobre os protestos, o rapper disse: “Foi um momento de luz das lideranças, de falar, ‘olha aqui, o momento é outro: não estamos falando de futebol, estamos falando de bem comum, de vida, de momento político, fascismo, antifascimo. Vamos mostrar que somos muito mais do que o pessoal é na televisão’. E mostraram. Talvez nunca volte a ser o que era”.

Ainda em entrevista, ele contou sobre a experiência que seu último álbum, Boogie Naipe, trouxe: “Corri um risco sério. De repente tive que encarar muitos seguidores dos Racionais que eram radicalmente contra qualquer palavra que não era estilo Racionais”.

Os ouvintes do programa elogiaram a postura de Mano Brown: “Sem hipocrisia, sem falsidade, só os de verdade”; “Monstros sagrados, máximo respeito sempre!”; “Brown não decepciona nunca nas ideias, sempre ensinando”.

A entrevista na integra pode ser ouvida no canal do Youtube.