maria gadu
A cantora paulista Maria Gadu (FOTO: Reprodução)

Regravação de ‘Acabou Chorare’, do Novos Baianos, é o primeiro álbum a ser celebrado no Projeto Replay.

Sucesso da década de 70 ganha vozes de jovens talentos como Maria Gadú, Marcelo Jeneci, Xenia França, João Cavalcanti, Letrux, Iolly Amâncio, Francisco el hombre, Onze:20, Gilsons e Afrocidade

Foto: Reprodução

A música tem o potencial de conectar pessoas, marcando grandes momentos e fazendo parte de suas histórias. Esse é um dos motivos que faz dos grandes álbuns projetos eternos, capazes de encantar gerações. Para homenagear esses trabalhos, Globo e Barry Company se uniram para desenvolver o projeto Replay, que irá regravar grandes discos da música brasileira na voz de jovens talentos. E com apoio de Devassa, o álbum ‘Acabou Chorare’, sucesso do Novos Baianos na década de 70, será o primeiro a ser celebrado pela iniciativa, com suas 10 faixas regravadas por Francisco el hombre – “Brasil Pandeiro”; Onze:20 – “Preta Pretinha”; Céu – “Tinindo Trincando”; Gilsons – “Swing de Campo Grande”; Maria Gadú – “Acabou Chorare”; Marcelo Jeneci – “Mistério do Planeta”; Xenia França – “A menina dança”; João Cavalcanti – “Besta é tu”; Afrocidade – “Um bilhete pra Didi”; Letrux + Iolly Amâncio – “Preta Pretinha (reprise)”. Com processo de regravação e curadoria artística da Som Livre, o álbum completo estará disponível nas plataformas de música a partir do dia 02 de outubro.

Ouça:

A partir do dia 03 de outubro, sempre aos sábados, uma nova faixa + clipe será lançado na programação e disponibilizada, de forma integral e gratuita, em um hub digital na Globo.com . E para aproximar ainda mais o público do projeto, uma ferramenta colaborativa irá permitir aos fãs enviarem vídeos cantando ou tocando músicas do álbum e as três melhores participações serão presenteadas com um vinil exclusivo do projeto.

“O território musical é muito rico, com múltiplas possibilidades de envolver, engajar e encantar as pessoas. E o conhecimento da Globo sobre o cenário musical brasileiro, com toda expertise de Som Livre, e dos interesses dos consumidores, que acompanham as apresentações de seus ídolos em atrações dos canais Globo, nos permitiu desenvolver esse projeto, em parceria com a Barry Company, para conectar, de forma inovadora, marcas aos apaixonados por música”, revela Dilton Caldas, diretor de Negócios em Mídias Digitais da Globo.

“A música brasileira é o combustível da Som Livre há mais de 50 anos e essa parceria só reforça a paixão pelo nosso trabalho. ‘Acabou Chorare’ é um marco na história da Som Livre e na cultura de todo país, que ganha mais um momento especial em sua trajetória. Celebrar o lançamento deste projeto com protagonismo dos Novos Baianos e de tantos nomes jovens da música brasileira é um orgulho para todos nós e um presente para o público. Agradecemos à Devassa pelo apoio e por enxergarem a importância desse projeto e artistas envolvidos”, completa Alexandre Wesley, Diretor de Festivais e Relacionamento com Marcas da Som Livre.

VEJA TAMBÉM: Música do Detonautas que critica Bolsonaro e esposa bomba em parada do Spotify

A produção audiovisual conduzida pela equipe da Barry Company foi realizada entre os dias 24 de agosto e 1 de setembro. Com os desafios impostos pela pandemia de Covid-19, a estratégia, inovadora, respeitou todas as orientações para manter a segurança das profissionais. Cenas de estúdio e de bastidores irão compor uma editoria especial na Globo.com, em que serão publicadas matérias sobre o trabalho, além dos clipes completos. “É um privilégio tirar um projeto desses do papel e poder, ao mesmo tempo, homenagear os ícones da nossa música, mas também os conectar com um novo público. Não só com os artistas que fizeram suas releituras, mas também com toda uma nova geração, ainda mais jovem, que vai conhecer o ‘Acabou Chorare’ através do Replay. E ter, na temporada de estreia, um dos discos brasileiros mais importantes de todos os tempos, é realmente começar com os dois pés direitos”, afirma José Francisco Tapajós, que assina a Direção Geral do projeto.

Já para Devassa, o projeto representa um envolvimento cada vez mais profundo com o universo musical, que começou no ano passado com um novo posicionamento, iniciado pelo projeto Tropical Transforma. “Estamos com diversas ações que têm a música nacional como eixo central. Participar deste projeto reunindo grandes nomes do setor é muito importante para nós. Unir clássicos da nossa história ao novo traduz o nosso momento”, declara Gabriel D’Angelo Braz, Diretor de Marketing da Devassa.