maria gadu
A cantora paulista Maria Gadu (FOTO: Reprodução)

Durante um show realizado em Curitiba no sábado, (dia 21), Maria Gadú resolveu protestar! A cantora criticou a ação da polícia do Paraná contra a moradora de rua Janice Ferreira da Silva, a Preta Ferreira, liderança feminina do Movimento dos Sem Teto do Centro (MSTC), em São Paulo e que foi presa suspeita de extorsão.

Preta nega as acusações e declara ser, na verdade, uma presa política. “A Preta está presa há três meses. Numa cadeia, sem julgamento, com falsas testemunhas, por um crime que ela não cometeu. Enfim, o que está acontecendo, né gente?”, afirmou a cantora, que ouviu da plateia “Volta pro Rio” em reação ao seus discurso.

VEJA TAMBÉM: Anitta manda indireta para quem queria “acabar com sua carreira”

Ontem mesmo estávamos na manifestação em prol do meio ambiente. A manifestação estava quase acabando, pacificamente, com música, muito axé, muita energia boa e presenciamos dois policiais militares espancando uma mulher de rua. Fomos fazer um alerta. Esses policiais nos agrediram, ontem à noite, armados, apontaram arma pra gente. Aqui em Curitiba”, declarou. Alguns gritos são ouvidos no vídeo, com o público protestando: “Tem fascista aqui” e “Vai embora”. Depois disso, deu para ouvir um homem gritando: “Volta pro Rio”.

Maria Gadú, então, rebateu: “Por que você veio aqui, meu irmão? Eu acho que nunca não deixei claro minha posição política, eu sou a favor da liberdade, sou a favor da democracia. E esse show é sim um manifesto político. Preta e Lula livres!”, grita Gadú, antes de iniciar a próxima música.