marilia
A cantora goiana Marilia Mendonça (FOTO: Reprodução)

Mesmo curtindo a pausa para maternidade ao lado do pequeno Léo, a cantora Marília Mendonça mostrou que não se desligou completamente do trabalho. A estrela sertaneja afirmou nesta terça-feira, (dia 7), que está pensando em lançar a música “Graveto” em breve. “Vou ser sincera com você… acho que vou lançar graveto”, revelou no Twitter. 

Os fãs ficaram entusiasmados com a notícia e mandaram diversas mensagens para o perfil da cantora no microblog.

A canção “Graveto” faz parte do grandioso projeto audiovisual Todos Os Cantos, gravado por diversos cantos do Brasil e com contornos polêmicos em Belo Horizonte. Na ocasião, Marília apresentou-se na Praça da Estadão, um dos principais pontos turísticos da capital de Minas Gerais, e recebeu cerca de 100 mil pessoas, que assistiram a apresentação gratuitamente o que acabou gerando grandes prejuízos para alguns espectadores.

VEJA TAMBÉM: Gusttavo Lima bebe demais e revela que passa horas “chupando periquita” da esposa

Em outubro, a Polícia Militar mineira informou que entregaria para o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) um relatório contendo todas as ocorrências registradas durante o show surpresa que a cantora Marília Mendonça fez na segunda-feira (dia 7 de outubro) na Praça da Estação, em BH. Ao entendimento dos policiais, a organização do evento seria responsável pelos 46 registros de violência que aconteceram durante o show.

GRAVAÇÃO EM BELO HORIZONTE VIROU CASO DE POLÍCIA

A responsabilidade sobre os atos seria da equipe que promoveu o show, segundo informações do major Flávio Santiago, porta-voz da PM no Estado, pois eles não avisaram que a estrela do sertanejo seria atração do evento. Sendo assim, a polícia militar justifica que não teve tempo necessário para tomar as medidas necessárias e traçar um planejamento de segurança.

“Os organizadores omitiram que o show seria de Marília Mendonça. Por isso eles serão responsabilizados, sim. A Prefeitura de Belo Horizonte e a PM já estão em produção de um relatório para o Ministério Público, porque com segurança pública não se brinca”, afirmou Santiago segundo informações do site Hoje Em Dia.

De acordo com informações do major, a equipe contratada pela sertaneja poderá ficar responsável por todos os danos e prejuízos causados por causa do show. “Não podemos agir de forma amadora. Com segurança pública nós não brincamos. Qualquer organização de evento precisa interagir (com a PM). E nós não mediremos esforços para noticiar o Ministério Público”, assegurou.

Momentos anteriores à apresentação da goiana ter início, um homem chegou a ser esfaqueado em um bar ao lado da Praça da Estação. Segundo informações da Guarda Municipal, um suspeito chegou a ser preso e a vítima, levada para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII. Houve também, uma briga generalizada na Praça Rui Barbosa, em frente à Praça da Estação.

Ainda de acordo com o porta-voz da PM, os organizadores do show surpresa poderão responder pelos incidentes nas esferas cíveis, penais e administrativas.

RESPOSTA DA EQUIPE DA CANTORA

A equipe de Marília Mendonça expressou, por nota, que o show foi uma surpresa somente para o público mineiro. “Todas as autoridades locais são previamente avisadas e as autorizações solicitadas aos órgãos de segurança local, que libera o alvará para a realização do evento“, assegurou através do comunicado. 

Os organizadores afirmam ainda que, além da PM e da Guarda Municipal, também chegaram a contratar mais de cem seguranças particulares para protegerem o evento.

Marília Mendonça lamentou os incidentes e declarou que o show gratuito é uma maneira de retribuir o carinho que recebe dos fãs. “A cantora lamenta ainda o fato de que, infelizmente, esse tipo de situação tem se tornado rotineira em eventos, pagos ou não, que acumulam um grande número de pessoas no Brasil”.